Janelas namoro

Governo ajudará a pagar janelas novas (e não só) As obras ou compras de material podem ser comparticipadas a 70%, com um limite de até 7.500 euros. A dotação do programa é de 4,5 milhões ... Também é possível colocar decalques nas janelas. No entanto, para diminuir bastante a probabilidade de que um pássaro bata no vidro, é preciso colocar adesivos a cada 5 cm na horizontal e 10 cm na vertical, o que obstrui a maior parte da sua vista. Download Lesbian Chat & Namoro – SPICY For PC,Computador portátil,janelas 7,8,10.. Nós provemos Lesbian Chat & Namoro – SPICY 6.8.2 APK arquivo para PC (janelas 7,8,10). Lesbian Chat & Namoro – SPICY is a free Social app. Andyemulator.com ajuda você a instalar quaisquer aplicativos ou jogos disponíveis na Google Play Store. Namoro Cristão. Não morda a maçã… pq niguém quer dormir com o encanto da maçã…. Orgulho + Janelas = Queda. E ae povo!! ... Consequentemente, vi distintas janelas q me levaram a quedas. Mas o SENHOR, por sua infinita misericórdia, me trouxe de volta ao campo de batalha. Eu Namoro E Tu Namoras: A2: Lisboa Braço De Mar: A3: Eu Sou Fernanda Batista: A4: A Marcha Do Nosso Bairro: A5: Janelas De Alfama: B1: Terra De Saudade: B2: Canção De Português: B3: Arrependida: B4: Cantiga Popular: B5: Graças A Deus: Reviews Add Review [r5573041] Release. Edit Release New Submission Download FastMeet: Bate-papo, Namoro, Love For PC,Computador portátil,janelas 7,8,10.. Nós provemos FastMeet: Bate-papo, Namoro, Ame 1.32.3 APK arquivo para PC (janelas 7,8,10). FastMeet: Bate-papo, Namoro, Love is a free Social app. Andyemulator.com ajuda você a instalar quaisquer aplicativos ou jogos disponíveis na Google Play Store. vodoo – Bate-papo e namoro APPS. abril 21, 2019. Chat para conhecer pessoas APPS. abril 8, 2019. Pyar.com APPS. abril 8, 2019. SMS Lions APPS. abril 8, 2019. youbride(ユーブライド)-婚活・恋活・出会いマッチングアプリ APPS. abril 8, 2019. Stranger Chat – Anonymous Chat APPS.

Passei por um momento difícil.

2020.08.13 17:43 Colccinho03 Passei por um momento difícil.

Passei por um momento difícil.
Então gurizada, preciso de uma ajuda, e melhor ainda se for uma opinião de uma pessoa que já tenha passado por isso ou algo parecido.
Então, sempre fui um cara feliz, sempre brincando com todo mundo, sempre levei a família como base da minha vida e amava eles demais, aquele amor reconfortante, que nos traz alegria, vitalidade e orgulho, e dia 5 de janeiro comecei a namorar, com a pessoa que eu amava a 5 anos e sempre quis estar junto mas por ser muito novo e achar que tinha que aproveitar um pouco mais nos não ficamos juntos, então dia 5 de janeiro desse ano começamos a namorar, me senti o cara mais feliz do mundo, sempre fui um cara que ficava feliz só com o sol entrando na janela e saber que dava pra jogar futebol, sempre sonhei em ser policial e tinha uma perspectiva e um ânimo enorme, só que dia 27 de janeiro briguei com meus pais por causa do meu namoro, e depois fiquei indiferente pra minha namorada, comecei a não ter aquele ânimo de ir ver ela, tipo como se tivesse desgostado sabe? Mas não tinha motivo pra isso porque era tudo perfeito, mas aí comecei a ficar com a visão embaçada, pensamento acelerado, aperto no peito e no braço esquerdo, comecei a chorar e tentava me apaixonar todos os dias, assim que comecei a tomar ansiolítico comecei a ficar melhor, porém depois comecei a perceber que eu estava indiferente pras coisas, não tinha mais nenhuma emoção, meus sonhos não me traziam ânimo nem vontade, sinto que não tô conectado a ninguém da minha família, nada do que eu gostava antes eu tô gostando agora, eu simplesmente tô existindo e sinto uma angústia no coração e perto da clavícula, minha memória tá ruim, tenho pesadelos e não consigo ter medo, só tomo uns sustos, tô vazio e sem nenhuma emoção.
É algo que tá me corroendo, não ter vontade de nada, não sinto prazer, nunca fui assim, já li na internet diversas coisas, e pelo que diz lá, tenho 10000 problemas diferentes, por favor, se alguém puder me ajudar e me aconselhar, por favor!!
submitted by Colccinho03 to brasilivre [link] [comments]


2020.08.08 06:17 Karlstovonn Minha vida antes, durante, e pós depressão

O ano é 2017, um ano que ficou marcado na minha vida por ter sido potencialmente um dos melhores que já tive, muitas amizades, muitas festas, sem preocupações exteriores, tudo indo lindo e perfeito com meus 16 anos, nunca imaginando que aquilo tudo ia acabar e levando a vida como uma boa festa
O ano é 2018 (antes de agosto), um ano que ficou marcado na minha vida, mas não pelos mesmos motivos de 2017, e sendo principalmente marcado pelo meu primeiro namoro, e como todos devem saber, o primeiro namoro sempre é mais intenso, aquele sentimento bom e aquele bem estar te fazem sentir a melhor pessoa do mundo, algo tão bom que muitas vezes chega a ser parecido como uma verdadeira droga kkkk
O ano é 2018 (pós agosto), nesse momento eu estava terminando meu namoro de forma muito conturbada e entrando na igreja por influência de meus novos amigos, e sinceramente eu estava amando, depois do término do meu namoro eu continuei sentindo um vazio enorme por muitos meses, e a igreja me ajudou a preencher esse vazio por muito tempo. Mas depois de um tempo, eu comecei a me sentir estranho, comecei a sentir que tinha algo de errado comigo, falei com meu líder de célula e ele fez várias orações por mim e me levou pra cultos como quebra de maldições e etc, e eu achei que estava curado, mas aquilo continuou, e isso já era setembro, foi ai que eu soube que algo estava muito estranho comigo e comecei a ir a um psicólogo, e fui seguindo assim, entre psicólogo, igreja e escola, até outubro, quando claramente eu estava com problemas e as pessoas ao meu arredor sabiam disso, começaram a falar que eu estava possuído por um espírito de morte e etc, mas isso não importa muito, pq foi no dia 16 de outubro de 2018 que eu cometi a maior merda da minha vida. Eu estava claramente transtornado, era como se não fosse eu mesmo, até porque a depressão já tinha tomado conta de mim, e nesse dia isso ficou evidente pra todos ao meu arredor. Eu acordei no dia pra ir em um passeio escolar que duraria até o fim da tarde, e mesmo estando péssimo, eu fui pra tentar me destrair e ficar próximo dos meus amigos, o dia foi "legal", vimos uns animais, fomos ao shopping, mas aquele dia eu estava pior que o normal, e mesmo na presença de amigos, eu não estava bem, mas continuei o passeio como se estivesse tudo ok. Na volta de ônibus, já tinha caído a fixa que eu tava péssimo, tava chorando horrores olhando pela janela pra ninguém ver, ai chegamos na escola, eu fui pra casa sem me despedir dos meus amigos, e fui pra cama, meu objetivo era dormir, mas eu não consegui, e foi nesse momento que eu decidi sair de casa, falei um eu te amo do fundo da minha alma pra minha mãe, e fui a um lugar específico. Nessa mesma noite eu cometi minha primeira tentativa de suicidio, e foi de uma maneira perturbadora que eu não vou dar detalhes pra não servir de inspiração, mas a situação foi tão caótica que toda minha família e meus melhores amigos foram pro lugar que me encontraram, e quando eu parei pra olhar, todos estavam chorando na minha frente, e sabe qual foi minha reação ? Eu tava tão perdido e dominado pela depressão que comecei a rir, ali mesmo, como se não importasse o que tinha acontecido, pq pra mim não importava. Pelo resto do ano eu já estava diagnosticado com depressão grave, e esse resto de ano foi marcado por consultas com psiquiatras, tomar vários medicamentos e tentar me recuperar e com certeza foram os piores meses da minha vida.
Os anos são 2019 e 2020, e o pior passou. Consegui me recuperar da pior fase em fevereiro de 2019, mas fiquei com traumas na minha personalidade que até hoje não consegui lidar, não sou mais a mesma pessoa, não consigo mais sentir felicidade da mesma forma que não consigo sentir tristeza e vários outros sentimentos, mas até que me adaptei a isso, aprendi a controlar melhor a minha mente e hoje tenho uma vida quase como uma pessoa normal.
Eu sempre vi relatos de pessoas de como era a depressão, mas nunca me imaginei vivenciando isso, e quando eu menos esperei, ela me pegou de jeito kk, se eu soubesse como ela agia e como ela era causada, eu teria me preparado melhor, mas é a vida, as vezes temos que passar por situações complicadas pra poder evoluir, e foi só assim que eu aprendi a valorizar mais minha vida e ver o mundo de uma forma diferente. Eu não desejo depressão a ninguém, mas a partir do momento que você começa a conviver com ela, a melhor coisa que você pode fazer é aceitar e tentar aprender com isso, foi assim que me curei, e espero muito que vocês também consigam sz
submitted by Karlstovonn to desabafos [link] [comments]


2020.08.08 00:13 cahzinea Sou babaca por convencer minha prima a terminar um namoro que eu arrumei?

Eai luba, editores, e pessoas aleatórias que estão lendo isso, essa história n é minha porem participei dela, e graças ao incentivo dela estou postando aq.
Bem essa história começou no final de 2018, a personagem principal dessa história é Rainara, eu e ela estávamos um dia no meu quarto falando baboseira quando mandei uma mensagem para o meu amigo Carls (que é o meu vizinho,ou seja, consigo ver a janela dele do meu quarto) então pedi pro corno mostrar a cara, até q Rainara que bate bem da cabeça ameaçou tacar um ovo na casa dele, bem parece que isso conquistou o coração de Carls pq ele pediu o número dela.
Bem se passou um ou dois meses n lembro direito e ele pediu ela em namoro por um jogo online, acontece que os pais de Rainara são muito rígidos e não deixam ela namorar, então acabou sendo escondido, eles só se viam quando íamos buscar o irmão de Barls (outra prima nossa) na escola, bem acabou que os pais descobriram e proibiram ela até perdeu o celular por uma semana, bem mesmo assim ela insistiu, eu lembro q no começo todos do grupinho gostavam do casal e tals.
Bem vamos para o primeiro termino deles, bem como moramos juntas ela apareceu aqui e pediu ajuda para terminar com ele pois não estava sentindo mais nada por ele, além dele fazer pressão psicológica para Rainara conversar com os pais e pq ele rebaixava ela, Rainara é uma pessoa insegura e n gosta de ter briga com ninguém, então a parte dela acabou sendo bem calma, porem no meio do termino ele virou um nice guy, falando que a culpa era toda dela, que ela n fazia nada pela relação, que ela nunca iria achar alguém melhor q ele, e soltou uma pérola maravilhosa que foi a frase –“Sua mente tem medo, seu coração me ama, escolha o seu coração”- bem no dia foi isso como eu e Carls estudamos na mesma escola achei que ele estaria muito mal no dia seguinte, porem ele apareceu como se nada tivesse acontecido e de acordo com a minha amiga ele falou pra ela q eles apenas haviam brigado e que já estavam bem. Quando eu cheguei da escola falei isso pra ela, e vamos para o segundo termino, dessa vez foi em chamada de voz enquanto eu estava la só ouvindo, e no meio dessa novo termino eu conheci um novo lado do Carls que nunca havia visto, ele estava praticamente gritando, culpando ela e agindo de maneira estupida, e no final ele exigiu que ele fosse la em casa para terminar cara a cara e que se ela n deixasse ele ir de tarde ele iria de noite no momento que os pais dela estariam em casa, eu acho que essa exigência foi somente pra tentar convencer ela porem n deu certo.
Agora vamos para o ponto principal da história eu ninja como sou descobri que eles haviam voltado DE NOVO e como eu sabia que esse namoro não fazia bem para ela por conta dele ser um babaca, fui conversar e tentar convencer ela a acabar com isso, nesse dia tive uma conversa séria com ela a esse ponto todo mundo do grupinho já sabia q eles tinham voltado e todo mundo foi contra, bem demos avisos mais n forçamos nada, pois a vida é dela, porém ainda ficamos de olho. Umas semanas depois ela me chamou de novo e falou que n aguentava mais a pressão que ele fazia sobre ela (coisa q ele falou que iria mudar), ela me mostrou várias conversas que mostrava o quão toxico e possessivo ele era, a ponto dela não poder falar sobre nenhum amigo, além dele falar que ela n era grande coisa, que se fosse por corpo ele nunca ficaria com ela (sendo q ele nem é lá essas coisas) e falava várias outras coisas que deixavam ela com baixa autoestima, ai eu falei muitas coisas pra ela, que era para terminar pois isso não era saudável e dessa vez ela pediu para eu terminar, ou seja, eu fiz um texto até que calmo para a situação, no começo ele falou que já que era assim ele n ia insistir, porem depois de alguns minutos conversando ele começou a implorar muito. No final ela acabou bloqueando ele porem o Carls foi procurar ela no facebook e no final eles acabaram voltando de novo porem terminaram depois de uma semana, o infeliz ainda foi mandar mensagem para eu pedir para a Rainara desbloquear ele, além de ir na frente da escola dela pra eles conversarem oq n aconteceu. Esses dias ele foi tentar conversar com ela no discord e acabou em block.
Essa é a história e as vezes me sinto um pouco culpada por ter passado o número dela. Vocês acham que eu fui babaca por ter meio que forçado ela a terminar?
submitted by cahzinea to TurmaFeira [link] [comments]


2020.07.25 10:10 julinhoeu14 Como meu amigo ajuda a ex lésbica a fazer a bateção de coxas em troca de nudes.

Bom dia lubisco ,papelões vivos e mortos, gatos, possível convidado, editores, turma que está a ver e todos os inscritos do luba.
Essa história aconteceu com meu amigo, vamos chama lo de Cléber
O Cléber estava muito desesperado por uma namorada, ele ficou mais ou menos um ano procurando uma, todas o rejeitavam e ele e até virou piada no nosso grupo de amigos. Então depois de uma semana conversando com uma garota ele finalmente a convenceu e começaram a namorar. A garota tinha perdido o pai quando bebe então não foi tão difícil de fazer a família gostar dele, eles faziam festinhas juntos quase todo o final de semana, e sempre ela trazia "amigas" pra a festa, uma vez até me levou e eu não percebi nada estranho. Ele pedia pra ficar pra dormir mas sempre ela dizia que o namoro tava cedo demais e que elas queriam uma "noite das meninas". As vezes ele dormia lá so que bem as vazes mesmo; eles faziam a festa mais ou menos assim: umas 8 ele chegava na casa dela e umas 9 chegava as amigas e umas 10 a mãe dela ia dormir pq ia trabalhar bem cedo,tipo umas 5 da manha, eu devo tá errado com os horários mas era era basicamente isso, aí eles começavam a festa, a casa era muito grande e a mãe dela não conseguia ouvir a música do quarto dela; o Cléber de sábado ia embora umas meia noite, e de domingo saia umas 11 pq ele tinha jogo de futebol cedo. Aí que chega a parte boa, em uma dessas festas ele ficou muito doido e tirou o cadarço da chuteira que ele tava usando, então no prossimo dia ele chegou na casa, tocou a campainha e ninguém atendeu, então ele foi na janela e as meninas estavam em três fazendo o sexu e além disso tavam usando objetos do chão pra colocar na perereca, INCLUINDO O CADARÇO. Resumindo o resto, a menina explicou que tava com ele pra a mãe não desconfiar já que ela era meio homofóbica, e hj eles continuam fazendo isso mas em troca ele recebe o exclusivo do que acontece nesse piscinão de ramos de lésbicas.
P.S.: teve um dia que eu fui lá que tinha 7 "amigas" dela.
submitted by julinhoeu14 to TurmaFeira [link] [comments]


2020.07.16 16:26 fobygrassman ENCONTRE COROAS CASADAS HOJE

ENCONTRE COROAS CASADAS HOJE Conheça coroas, MILF's, e Mulheres Maduras brasileiras reais em menos de 2 horas, garantido!
Como Pegar Uma Coroa no Brasil Escrito por uma coroa verdadeira casadas
Quero namorar com uma coroa casada! Como eu namoro com uma coroa? Quais são os melhores sites de namoro de coroas? MILFs e coroas são a mesma coisa?
Não sei dizer quantas vezes já ouvi esta pergunta como especialista em namoro.
Originalmente minha resposta foi simples, pesquise no google sites de namoro de coroas e se compromete com um casal que você goste.
No entanto, há um grande problema com sites de namoro de coroas que afirmam ser focado em torno de mulheres maduras, MILFs, e coroas que estão buscando um homem mais jovem (referido como um "boytoy" ou "filhote".....
Eles não funcionam! E aqui estão 4 razões para isso: Não se preocupe, eu também lhe direi a melhor maneira de garantir um encontro com uma coroa casada ;)
  1. Não há coroas suficientes para dar conta Isto sobre isso, pumas são uma das categorias mais populares de pornografia. Em 2018 foi mostrado que "milf" foi a terceira coisa mais procurada em sites pornográficos. Cada jovem tem uma fantasia de mulher mais velha, mas quantas mulheres mais velhas você acha que estão assistindo a esses vídeos?
  2. A competição é grande! Para cada 1 coroa há 10-20 homens jovens tentando chamar sua atenção. Suas caixas de entrada estão cheias de mensagens não lidas. Minha tia é uma coroa autoproclamada, ela se inscreveu para um site de namoro de coroas uma vez, depois de obter +100 mensagens em seu primeiro dia ela nunca voltou. Então, se você é um cara jovem à procura de uma coroa você vai encontrar alguma competição séria. Pegando sua atenção é quase impossível e mesmo se você conseguir não há nenhuma garantia que ela vai estar interessada.
  3. Coroas não precisam do site Como eu mencionei antes, coroas são muito procuradas. Elas podem gritar pela janela e conseguir uma fila de caras. As coroas são mais propensas a namorar ou dormir com alguém que elas conhecem pessoalmente, elas são da antiga assim. Então, boa sorte competindo com o seu piscineiro, jardineiro, ou filho de amigos enquanto você é apenas um cara da internet
  4. Você precisa estar entre 24-29 para ter uma chance Já existe uma quantidade gigantesca de competição, mas a situação piora. Se você não está entre 24-29 você está em uma desvantagem séria. Uma pesquisa recente de coroas determinou que a idade ideal para um boytoy é 26 anos e a faixa etária média que elas poderiam até mesmo CONSIDERAR está entre 24-29. Há obviamente umas exceções mas são uma porcentagem pequena de um grupo já pequeno.
Disse a verdade sobre sites de encontros de coroas, mas provavelmente ainda está perguntando; OK, eu concordo que os sites de namoro de coroas são um desperdício de tempo, mas o que eu faço em vez disso?
Bem, você está com sorte porque há um pequeno truque muitas vezes negligenciado para aqueles que procuram coroas, sites de infidelidade! Isso mesmo, sites de traição são ótimos para encontrar coroas.
Estão aqui 6 razões porque os sites de traição ganham de sites de coroas para encontrar mulheres maduras:
  1. A grande maioria das mulheres lá são casadas, o que significa que a idade média é de cerca de 37-38 anos, a idade de coroa ideal!
  2. Você está competindo com caras mais velhos Esta é uma vantagem em tantas maneiras. Em primeiro lugar, você vai se destacar de todos os outros caras devido à sua juventude e condicionamento físico. Imagine uma coroa gostosa procurando através de homens perto dela e vendo foto após foto de caras velhos, fora de forma. Homens como seus maridos, que não as satisfazem.... Aí eles vêm através de seu perfil! Você é jovem, você está em forma (especialmente em comparação), e você está confiante. As chances de ela escrever a você é muito maior do que as chances de uma MILF se quer RESPONDER a você em um site de coroa.
  3. Elas não estão à procura de relacionamentos Elas estão em um site de traiçao de casado por isso está muito implícito que elas querem discrição e um relacionamento principalmente sexual. Isto significa que além da primeira ou segunda reunião você é basicamente o seu peguete.
  4. Você pode se destacar com uma foto de perfil! Em sites de traição a maioria dos usuários não tem uma imagem de perfil público de seu rosto. O que é típico é uma foto de corpo como seu retrato público do perfil e então fotos reveladoras em sua galeria privada. Podem compartilhar e revogar o acesso a esta galeria com sua própria discrição com quem quer que elas querem. Entretanto já que você provávelmente solteiro você pode criar um perfil com uma foto pública que inclua sua cara. Isso vai fazer você se destacar 100x vezes mais. As chances são que as mensagens virão antes mesmo de você precisar se apresentar.
  5. Elas etsão solitárias e insatisfeitas com seus maridos. Elas estão em site de infidelidade porque carece atenção de seus maridos. Normalmente, o marido começa a tratá-las como mãe/esposa e já não como um ser sexual. Esta é a sua oportunidade de dizer que elas ainda são sexy e ainda muito desejáveis e acredite que elas precisam/querem ouvir isso desesperadamente.
  6. Elas estão prontas para explorar sexualmente. Estas mulheres estão casadas há anos e o pouco sexo que têm com os seus maridos tornou-se mecânico e "baunilha". Elas estão prontos para apimentar as coisas e são maduras o suficiente para tentar novas experiências sexuais como: BDSM, ménage à trois, dominatrix, etc.
Ok, agora você provavelmente está pensando, "OK, você me convenceu de que os sites de infidelidade são 100x melhores para pegar coroas, mas como eu faço para realmente encontrar uma coroa?" Não se preocupe, siga estas 7 dicas e você vai aumentar drasticamente suas chances de encontrar uma coroa ou MILF em um site de casos.
7 Dicas Para Pegar Coroas Nota: algumas destas dicas são para o uso em sites de traição e algumas são dicas gerais
  1. Mencione a discrição no seu perfil e na sua primeira mensagem. Estas coroas são casados e estão à procura de parceiros casados porque isso garante que ambas as partes serão o mais discreto possível. Assumindo que você não é casado ou comprometido elas vão precisar de segurança de que você é discreto e confiável imediatamente. Considere escrever algo em seu perfil que diz:
"A discreção é muito importante para mim. Eu estou procurando somente parceiras discretas que são mutuamente respeitosas". 2. Mostra que não vai pôr em risco o seu casamento A outra preocupação que as coroas casadas que procuram homens têm é que você homens mais jovens são rápidos para se apaixonar e podem representar uma ameaça ao seu casamento no futuro. Elas não querem estar em uma posição onde você está exigindo que elas se divorciem de seu marido para que ambos possam estar juntos. Elas estão em sites de traição porque elas NÃO querem se divorciar. Assim o que eu recomendo é pôr algo assim no seu perfil e/ou primeira mensagem:
"Não olhando para mudar seu status ou meu, apenas olhando para ver se eu posso encontrar uma boa conexão com limites claramente definidos". 3. Você está disponível! Uma das coisas mais difíceis de se ter um caso é a disponibilidade. Se ambas as partes estão em relacionamentos é muito, muito difícil encontrar um momento em que AMBOS podem fugir de seus cônjuges sem levantar suspeitas. Mesmo quando você concorda sobre um tempo e um lugar, algo pode surgir e um de vocês pode não ser capaz de ir. A boa notícia é que você pode trabalhar em torno de sua programação. Este é um grande bônus então deixe que ela saiba disso! Ela pode nem mesmo perceber o quanto problema programação é se esta é a sua primeira vez traindo. Diga que já que você é solteiro você pode encontrá-la sempre e onde é melhor para ela.
  1. Mostre a ela que você respeita limites. Na verdade, diga a ela que você está ansioso para ouvi-los. Novamente, coroas casadas precisam de discrição e a melhor maneira de ser discreto é estabelecer limites. Pergunte a ela se há alguma regra de discrição que ela precise que você siga. Muitas vezes, são coisas como "não me escreva entre 18h e 23h", "use palavras em código para que se alguém ver as mensagens parecerão inocentes" etc. Tudo isso permite que ela saiba que você está falando sério sobre sua discrição.
  2. Elogie ela! As coroas estão em sites de infidelidade porque seus maridos não as tratam mais como mulheres atraentes e desejáveis. Se elas têm filhos, mesmo que sejam MILFs, é provável que seus maridos as vejam como mães mais do que amantes agora. Elas estão desesperadas por validação que ainda são sensuais e desejáveis e, vindo de um homem mais jovem, isso significa ainda mais!
  3. Acho que você é jovem demais para mim / não é jovem demais para mim? Espere que essa pergunta surja muito. Não se preocupe - este é um bom sinal! Se ela está dizendo / perguntando isso é porque ela está lhe dando a oportunidade de refutar. Se ela realmente se sentisse assim, não responderia a você. Mas agora você está em uma posição crítica; como você responde a isso determinará se você consegue um encontro / relacionamento. Lembre-se de que ela não está falando sério, está testando você. Prepare uma resposta bem pensada a isso com antecedência. Eu acho que este é um bom começo:
“Você realmente se sente assim ;)?” Esta é uma maneira divertida de ir direto ao ponto" "Eu realmente não vejo as coisas dessa maneira. Estou procurando por características como maturidade, confiança, discrição e abertura. Mulheres mais maduras têm mais desses traços e você é incrivelmente sexy." 7. Elas vão pensar que você é imaturo. Imediatamente elas assumirão que você é jovem, excitado e imaturo. Você precisa refutar isso imediatamente. Inicie suas mensagens o mais maduro e profissional possível. Releia suas mensagens e verifique se a ortografia e gramática são 100%. À medida que a conversa continua, você pode se tornar cada vez mais brincalhão, mas a primeira impressão dela precisa ser que você é maduro e inteligente, e não um garoto idiota.
Então aí está, minha opinião extensa e bem pesquisada sobre: Por que sites de coroa não funcionam Onde você pode encontrar coroas REAIS Como você pode maximizar suas chances de entrar em um relacionamento causal com uma coroa Se você leu este artigo e realmente implementar essas dicas, estará dez passos à frente da concorrência e estará no caminho de namorar coroas, MILFs e mulheres maduras.
Ah, e antes que eu esqueça, a pergunta "MILFs e coroas são a mesma coisa?"
A resposta é não. MILF: MILF significa ‘Mãe que eu gostaria de comer’ em inglês. São mulheres com filhos que você acha sexy, só isso.
Coroas (ou cougars em inglês): as coroas são mais velhas, atraentes, mulheres que estão "rondando" explicitamente por homens mais jovens!
O Brasil é um país de trair coroas casadas! Uma em cada dez mulheres casadas encontrou alguém mais de 10 anos mais novo! 8% das mulheres têm encontros casuais com homens muito mais jovens. A maior diferença de idade média entre coroas casadas e amantes é de cinco a dez anos 57% dos homens tiveram um caso com uma coroa casada O estudo constatou que oito por cento das mulheres casadas tiveram um caso com um homem mais jovem Mulheres maduras também são muito atraentes para homens casados. 61% dos homens casados ​​no Brasil têm um caso extraconjugal com uma mulher mais velha. 25% dos homens casados ​​namoraram uma mulher entre cinco e dez anos mais velha. O apetite sexual das mulheres aumenta com a idade, enquanto os homens tendem a atingir o pico em seus vinte e poucos anos. Isso poderia explicar a tendência crescente de coroas casadas em busca de homens. Casados ​​com homens podem ver um declínio escasso no desejo sexual e coroas casadas, eles estão ficando cada vez mais frustrados. Eles agora optam por conhecer um cara que é mais jovem, simplesmente porque sua libido é mais semelhante.
submitted by fobygrassman to coroas [link] [comments]


2020.07.09 07:24 luis_henrique27 Se vc continuar falando comigo, sua vida será DESTRUIDA se vc continuar usando o MEU DINHEIRO como desculpa!!!

Olá Luba, editores, gatas, papelões, possível convidado e Turma q está a ver. Primeira vez aqui, mimimiiii... NINGUÉM SE IMPORTA COM ESSA PORRA! Precisará de um vídeo inteiro só pra essa história. Eu tenho 13 anos e eu sou bi🌈. Sou gaúcho, tenta fazer uma voz de macho hétero de 13 yrs de idade com o sotaque gaúcho se quiser, pfvr NUNCA TE PEDI NADA. É fake. Eu inventei ela INTEIRA em literalmente em quase 2 FUCKING MINUTOS. Que imaginação fertil é essa a minha hein! Mas detalhes eu demorarei bastante para terminar! Os nomes são fakes e só o meu obviamente é real. Já consigo te ouvir dissendo: -QUE HISTÓRIA GIGANTESCA, VÉI!
 Parte 1 
Tudo começou no famigerado ano passado de 2019, quando eu conheci na minha escola um guri novo na Turma (do 6°ano {1°ano dos anos finais do fundamental} para ser mais exato), o nome dele é Vitor José. No entanto, dps de uns dias, nós dois viramos melhores A amigos e desde então, começamos a fazer praticamente TUDO juntos [aí aí, se eu soubesse o q tava por vir, bah né?]. Compartilhamos todos os nossos sentimentos, nossos ódios de tais alunos da nossa sala q viviam nos provocando e tals. No primeiro dia de aula, numa Segunda-feira em Janeiro (agr no 7°ano de manhã em 2020), ele começou a me pedir dinheiro, pois ele me disse q a sua família estáva ficando desprovida de money. {1ª tradução: comecei a usar a uma plataforma chamada Binomo para conseguir ganhar dinheiro, não só pra eu comprar coisas q de fato eu vou precisar usar, mas tbm pra dar para pessoas q precisam por conta da situação de Caronavírus. Eu guardei um pouco do dinheiro q eu ganhei na Binomo pra isso.} Por conta disso, eu aceitei de boa na lagoa. Dei R$2.000,00 pra ele. Apartir daí, alguma coisa parecia q começava a ficar meio errada. Vai ficar bem mais pior!(te garanto Lubinha)
Comecei a ter uma amizade bastante forte com a irmã dele, o nome dela é Júlia, e sem querer me gabar, mas ela é tipo vc LubaTv, linda para um k-rai. Até q do nada numa Seixta-Feira 13, ela me chamou no WhatsApp e ela disse:
-Oi, Luis. Td b contigo? Tem como cê dar uma passada aqui em casa?
Eu falei:
-Sim, claro q sim! É por algum motivo em específico, ou é só para passar por aí meixmo? Seus pais estão em casa?
Até q ela solta isso:
-Nem o meu irmão e nem ninguém estam em casa e é sobre o meu irmão, ele anda meio estanho ultimamente. Mas dá pra vc vir aqui?
Eu (obviamente) disse:
-Sim! Vou ir aí agr meixmo, Julia!
Ela disse:
-Q ótimo, tô esperando por vc, mor<3
Nós dois ja tínhamos um leve romance invouvido, mas nós ainda não tínhamos nos beijado [nós dois éramos BV e BVL até aquele dia]. Pelo fato de q ela me disse q o Vitor tava estranho ultimamente, eu já achei isso meio esquisito, pois ele não tinha falado disso comigo ainda. Quando eu cheguei lá tava chovendo. Ela me disse q a os pais deles foram ao shopping e ela precisava ir junto se ela não quisesse e ela não foi. Ela falou:
-Eu vi q antes deles saírem, eles foram ter uma conversa com ele no quarto dele e ela ouviu um diálogo. Vamos fazer assim, falas da mãe=M. Pai=P. Vitor= V. Júlia = J. Eu = L.
(2ª tradução: isso foi na mesma semana em q eu dei os R$2.000,00 pra ele na Segunda-Feira). O diálogo foi:
M- Então ele tinha te dado SÓ 2000 REAIS?!
V- Sim! Infelizmente SÓ isso, mesmo!
P- Vc TEM q fazeobrigar ele a nos dar MAIS do q 'só uma mixaria' de R$2.000,00.
M- Esse guri vale É OURO!!!
P-O dinheiro q ele ganha com essa plataforma Binomo, É COM CERTEZA BEM BEM MAIS DO Q R$10.000,00 SE DUVIDAR!!! ENTENDEU?!?!
V- Sim com certeza eu vou dar o meu melhor.
Ela me comprovou isso com um áudio que ela gravou e mandou pra minha prima, elas estudam na mesma Turma [7°ano tbm, mas na Turma de tarde].
Alí meixmo dps de agente conversar sobre isso tudo, ela se declarou para mim e me pediu em namoro. Eu asseitei e nos beijamos pela primeira vez em nossas vidas com muita felicidade. Quando os pais dela chegaram, ela pediu pra q eu me escondesse de baixo da cama dela, pq se eles me vissem, eles nos matariam pelo fato de q ela tinha trazido alguém pra casa deles e sem avisar (q agente tinha esquecido desse detalhe). Fiquei por pouco tempo alí. Eles entraram no quarto e conversaram um pouco com ela (na vdd só perguntaram se ela tava bem e tals...) e saíram do quarto e fecharam a porta. Quando a poeira abaixou um pouco, eu saí de baixo, dei mais um beijo nela e sai pela janela da qual eu tinha entrado, pq não teria como eu passar pela sala da casa dela sem q os pais dela E o Vitor me vissem lá.
Quando eu cheguei em casa já parou de chover e eu fiquei do lado de fora no quintal q ficou brilhando por causa da luz do sol q ficou refletindo na água da chuva entre a grama. Eu sentei numa mesinha q fica perto da nossa piscina de chão e eu fiquei pensando:
L-Obviamente eles estavam falando de mim, pq só eu dei dinheiro pra ele. Então, se for isso mesmo, eu vou ficar bem puto.
No mesmo dia, eu convidei a Júlia pra agente poder se apresentar como namorados para minha família num jantar q iríamos fazer, ela aceitou na hora. Foi um jantar muito divertido, contamos piadas, agente riu de história engraçadas da minha família e etc. Dps do jantar eu e ela conversamos um pouco mais (não sobre aquele assunto), e quando ela foi no banheiro eu fui na varanda do meu quarto e vi q iria começar uma tempestade com trovões e relâmpagos. Quando eu vi isso eu pensei:
L- suspiro~ É o momento perfeito!
Eu comecei a cantar a música No Time to Die da Billie Eilish, na vida real eu tbm faço isso de ver climas perfeitos pra mim poder cantar alguma música específica. Obs: Como se eu tivesse fazendo um reality show ou só participando do próximo High School Musical. Haha. Quando eu terminei de cantar, eu não vi q a Júlia entrou na varanda e ela decidiu me agarrar pela minha nuca e no meu casaco e me puxa girando fazendo com q eu ficasse encarando ela. Ela diz:
J- Vc canta mt bem. Algum dia vc me ensina cantar assim?
Obviamente eu falei:
L- Claro q sim, mozin.
Até q ela falei:
J- Desculpa, morzão, mas infelizmente vou ter q ir embora
Mesmo assim eu falei:
L- Tudo bem.
Quando o motorista dela foi lá em casa buscar ela, eu deu um abraço e um beijo nela e ela foi embora. Quando ela foi embora, eu tava MT cansado, e quando eu fui dormir, eu sonhei q eu tava num corredor cheio de neblina com várias portas (parecendo New Rules da Dua Lipa), até q eu vejo a Júlia mas a neblina ficou cobrindo a cara dela. Até q aparecem 12 passarinhos q rodeiam a sua cabeça e tbm uma águia q faz toda a neblina desaparecer revelando o seu rosto beautiful e ela anda mais rápido pra me abraçar e na hora em q no sonho agente se beijou, eu acordei.
 Parte 2 
2 dias dps, eu resolvi "conversar" com ele, já fiquei de saco cheio de pensar nessa poha. Eu mandei a seguinte mensagem:
L- Vitor! Fica quieto e fica on q eu NECESSITO falar contigo!!!
Ele falou:
V- Mds oq vc quer? Oq eu fiz?
L- Tu sabe MT BEM oq vc fez!
V- Não. Eu fiz oq?
L- Não começa não, tá?! Não começa a fingir q c NÃO sabe oq fez!!!
Ele saiu do whats, me deixando no vácuo mesmo VIZUALIZANDO a última msg (oq eu odeio pacaralho).
L- Eiii!, Eiiiiii!, E!, E!, I!, I!, I!, E!, E!!!!!!!.
No dia seguinte, eu fui pra escola e ele tbm foi e ele veio até mim e me deu 'oi' e me perguntou:
V- Cara, oq caralhos foi aquilo q aconteceu ontem no whats?!
Eu fiquei parado uns 10 segundos até falar:
L- Nada. Deixa pra lá.
Vc pode me chamar de demente nessa parte da história por não ter feito quase nada na hora, mas para pra analisar. Quando agente vai fazer uma denuncia por exemplo, como q agente mostra q é real? Com provas claras! E eu precisava de provas MAIS claras e apenas um áudio não provava mt coisa. Como vcs já devem ter entendido isso, vcs vão amar as próximas partes.
 Part III 
No mesmo dia, durante a aula de Inglês e durante um trabalho que eu estava dedicando a minha VIDA naquele trabalho avançadissimo na qual eu fiz a "biografia da 2ª guerra mundial, em inglês", minha amiga Vitória vira pra mim e disse: (Vitória= V’) V’- Luis, a Júlia pediu pra mim entregar essa cartinha pra vc.
Eu:
L- Vlw, migaã.
Quando eu abri a carta, estava escrito:
"Eu tenho uma surpresa pra vc, mor<3. Surprise, eu vou me mudar pra sua sala! Gostou?"
E eu escrevi:
L- AMEI!!
Entreguei a carta de volta e falei:
L- Entrega pra ela de novo.
submitted by luis_henrique27 to TurmaFeira [link] [comments]


2020.07.07 19:01 luis_henrique27 Se vc continuar falando comigo, sua vida será DESTRUIDA se vc continuar usando o MEU DINHEIRO como desculpa!!!

Olá Luba, editores, gatas, papelões, possível convidado e Turma q está a ver. Primeira vez aqui, mimimiiii... NINGUÉM SE IMPORTA Q É A MINHA PRIMEIRA VEZ AQUI NESSA PORRA! Precisará de um vídeo inteiro só pra essa história. Eu tenho 13 anos e eu sou bi🌈, faz a voz da Misty /Turma-Feira #56. Sou gaúcho, mas faz a voz dela com o sotaque gaúcho se quiser, pfvr NUNCA TE PEDI NADA. É fake. Eu inventei ela INTEIRA em literalmente em quase 2 FUCKING MINUTOS. Que imaginação fertil é essa a minha hein! Os detalhes foram detalhadamente pensados em UMA SEMANA! juro. Os nomes são fakes e só o meu obviamente é real. Já consigo te ouvir dissendo: -QUE HISTÓRIA GIGANTESCA, VÉI!
 Parte 1 
Tudo começou no famigerado ano passado de 2019, quando eu conheci na minha escola um guri novo na Turma (do 6°ano {1°ano dos anos finais do fundamental} para ser mais exato), o nome dele é Vitor José. No entanto, de um dia para o outro, nós dois viramos melhores A amigos e desde então, começamos a fazer praticamente TUDO juntos [aí aí, se eu soubesse o q tava por vir, bah né?]. Compartilhamos todos os nossos sentimentos, nossos ódios de tais alunos da nossa sala q viviam nos provocando e tals. A uns meses, numa Segunda-feira (agr no 7°ano de manhã em 2020), ele começou a me pedir dinheiro, pois ele me disse q a sua família estáva ficando desprovida de money. {1ª tradução: comecei a usar a uma plataforma chamada Binomo para conseguir ganhar dinheiro, não só pra eu comprar coisas q de fato eu vou precisar usar, mas tbm pra dar para pessoas q precisam por conta da situação de Caronavírus. Eu guardei um pouco do dinheiro q eu ganhei na Binomo pra isso.} Por conta disso, eu aceitei de boa na lagoa. Dei R$2.000,00 pra ele. Apartir daí, alguma coisa parecia q começava a ficar meio errada. Vai ficar bem mais pior!(te garanto Lubinha)
Comecei a ter uma amizade bastante forte com a irmã dele, o nome dela é Julia, e sem querer me gabar, mas ela é tipo vc LubaTv, linda para um k-rai. Até q do nada numa Seixta-Feira 13, ela me chamou no WhatsApp e ela disse: -Oi, Luis. Td b contigo? Tem como cê dar uma passada aqui em casa? Eu falei: -Sim, claro q sim! É por algum motivo em específico, ou é só para passar por aí meixmo? Seus pais estão em casa? Até q ela solta isso: -Nem o meu irmão e nem ninguém estam em casa e é sobre o meu irmão, ele anda meio estanho ultimamente. Mas dá pra vc vir aqui? Eu (obviamente) disse: -Sim! Vou ir aí agr meixmo, Julia! Ela disse: -Q ótimo, tô esperando por vc, mor<3 Nós dois ja tínhamos um leve romance invouvido, mas nós ainda não tínhamos nos beijado [nós dois éramos BV e BVL até aquele dia]. Pelo fato de q ela me disse q o Vitor tava estranho ultimamente, eu já achei isso meio esquisito, pois ele não tinha falado disso comigo ainda. Quando eu cheguei lá tava chovendo. Ela me disse q a os pais deles foram ao shopping e ela precisava ir junto se ela não quisesse e ela não foi. Ela falou: -Eu vi q antes deles saírem, eles foram ter uma conversa com ele no quarto dele e ela ouviu um diálogo. Vamos fazer assim, falas da mãe = M. Pai = P. Vitor = V. Júlia = J. Eu = L. (2ª tradução: isso foi na mesma semana em q eu dei os R$2.000,00 pra ele na Segunda-Feira no dia 9). O diálogo foi:
M- Então, ele tinha te dado SÓ 2000 REAIS?!
V- Sim! Infelizmente SÓ isso, mesmo!
P- Vc TEM q fazeobrigar ele a nos dar MAIS do q 'só uma mixaria' de R$2.000,00.
M- Esse guri vale É OURO!!!
P- O dinheiro q ele ganha com essa plataforma Binomo, É COM CERTEZA BEM BEM DO Q R$10.000,00 SE DUVIDAR!!!
M- VC ENTENDEU?!?!
V- Sim com certeza eu vou dar o meu melhor!!!
Ela me comprovou isso com um áudio que ela gravou e mandou pra minha prima, elas estudam na mesma Turma [7°ano tbm, mas na Turma de tarde].
Alí meixmo dps de agente conversar sobre isso tudo, ela se declarou para mim e me pediu em namoro. Eu asseitei e nos beijamos pela primeira vez em nossas vidas com muita felicidade. Quando os pais dela chegaram, ela pediu pra q eu me escondesse de baixo da cama dela, pq se eles me vissem, eles nos matariam pelo fato de q ela tinha trazido alguém pra casa deles e sem avisar (q agente tinha esquecido desse detalhe). Fiquei por pouco tempo alí. Eles entraram no quarto e conversaram um pouco com ela e saíram do quarto e fecharam a porta. Quando a poeira abaixou um pouco, eu saí de baixo, dei mais um beijo nela e sai pela janela da qual eu tinha entrado, pq não teria como eu passar pela sala da casa dela sem q os pais dela E o Vitor me vissem lá.
Quando eu cheguei em casa já parou de chover e eu fiquei do lado de fora no quintal q ficou brilhando por causa da luz do sol q ficou refletindo na água da chuva. Eu sentei numa mesinha q fica perto da nossa piscina de chão e eu fiquei pensando: - Obviamente eles estavam falando de mim, pq só eu dei dinheiro pra ele. Então, se for isso mesmo, eu vou ficar bem puto.
submitted by luis_henrique27 to TurmaFeira [link] [comments]


2020.07.03 07:56 rVonyon Sogro kuzao

Vou tentar ser breve no relato, mais tem coisas que eu tenho que explicar senão o resto não faz muito sentido. Namoro com ela a 1 ano e 4 meses, nesse tempo fui na casa dela uma 10 vezes no max, passando sempre menos de meia hora.O motivo = o pai kuzão
Mais quando eu falo kuzão, é kuzão mesmo, o cara sempre me esnobou, das vezes que nos cruzamos o maluco fez questão de me fazer eu me sentir um *****, me humilhar e tripudiar. Além do fato de eu comer a filha dele, o outro motivo pelo qual ele me odeia é aquela clássica diferença de classe, quem assistiu algumas das 30 temporadas de malhação manja como é. Não sou pobrão master, mais meu trabalho não é la essas coisas, e eles são de família rica,gerações e gerações de engenheiros e tal, rios de grana.Como a filha dele foi se apaixonar por mim? Outros 500. O maluco achar que eu to ali por causa do dinheiro já é um motivo escroto,tendo em visto que a filha é linda,até se fosse favelada eu olharia do mesmo jeito,mais [email protected], FAZ MAIS DE UM ANO,custa o maluco levantar bandeira branca e ficar em paz?
Explicada a situação, vamos aos fatos- Minha família foi viajar pra casa de uns parentes,eu trabalho,não pude ir.Quando você namora,e sua namorada não curte seus amigos, inevitavelmente você se afasta dos caras, é o famoso "ou eles ou eu" Sem família,distante dos amigos,não tinha outra alternativa a não ser ficar com ela. Eu odiei a ideia, lógico, mais ela insistiu, disse que não tinha problema e que tudo ia acabar bem, Ô. A mãe dela não é necessariamente uma [email protected] rica,sempre me tratou com educação, a mesma educação que ela tem com os empregados, mais ok. Tem uma irmã também, mais é adolescente rica autista, não esboça emoção, não é gata e não faz diferença, só citei porque ela também estava na mesa.
A TRETA- Vamos pular pra ceia, Já podem imaginar que o sogrão "gente boa" além de não olhar na minha cara, fez questão de mandar indiretas,a fim de humilhar este ****** que vos fala. Começou aquela palhaçada depois da meia-noite, começou o que eu vou chamar de rage-time: Primeiro rage-time: A empregada servindo todo mundo,chegou na minha vez ele INTERROMPEU a mulher,falou pra ela deixar os negocios em cima da mesa lá que eu sabia me servir sozinho, que tava acostumado com self-service. Imagina aí já minha cara de lixo. Minha namorada,que não enfrenta o pai, fez um olhar de tristeza e me serviu, eu pensei em outras coisas, tentei relevar. Segundo rage-time: Meu telefone tocou,minha mãe querendo dar feliz natal,fui atender na inocência,ele deu UM SOCO na mesa, -VOCÊ NÃO SABIA QUE ISSO É FALTA DE EDUCAÇÃO NÃO ? "MALANDRO". Essa minha mãe ouviu,levantei da mesa e fui falar com ela,voltei,ele tinha tirado meu prato da mesa (rs) A essa altura, vocês já imaginam o quão **** eu tava, [email protected] a ceia, [email protected] tudo, nem fome eu tinha mais. Minha namorada empurrou discretamente o prato dela pra mim, disfarçando perguntou quem era, falei baixinho que era minha mãe. Rage-time final:O filho da **** TINHA que fazer piadinha com a minha mãe né caras, Quando ele ouviu fez o comentário, dessa vez direto pra mim: -E a patroa da sua mãe deixa ela ligar pra celular? é muita folga, aqui empregada folgada assim comigo se *. Não dava mais, eu ia me sentir um ** pro resto da vida se eu não quebrasse os dentes daquele maluco ali mesmo Tá bom que ia acabar o namoro, ta bom que eu também podia apanhar,que ia acabar com o natal da família,mais ofender assim alguém que nem ta ali pra se defender, alguém que eu sei que dá um duro do ******* pra viver ser motivo de gracinha pra quele lixo de pessoa. Toquei o *-se,não lembro exatamente as palavras porque tava muito nervoso mesmo,mais foi mais ou menos isso: -ESCUTA AQUI Ô SEU MONTE DE **,VOCÊ QUERER TIRAR COM A MINHA CARA JÁ DURANTE UM ANO É UM BOM MOTIVO PRA EU TE QUEBRAR,AGORA OFENDER A MINHA MÃE SEM MAIS NEM MENOS. Nessa ele me interrompeu simplesmente gritou -FALA BAIXO SEU FAVELADO e jogou o copo em mim,pegou no meu braço. Imagina o caos que tava essa mesa, minha namo tentando me segurar,a esposa puxando ele, a outra louca autista chorando, Eu naquele ódio já tava disposto a matar ele ali mesmo.Ele veio,dando a volta na mesa igual um touro pra me pegar, eu firme encarando ele,enquanto ele vinha eu via a janela da sala de jantar grande de fundo Vi o que parecia ser uma aeronave não tripulada pequena passando rápido, logo atrás uma especie de exoesqueleto metálico armado com uma metralhadora, de repente, um estrondo ensurdecedor seguido de um clarão. Era o início da era das máquinas.
submitted by rVonyon to copypastabr [link] [comments]


2020.06.30 18:16 marvinpls achava que ter ranço de sogra era só meme

pois descobri que odeio a minha, AQUELA FILHA DA PUTA.
Aconteceu agora pouco mesmo. Estava sendo um dia feliz, apresentei meu TCC hoje e compartilhei esse momento único com a minha namorada. Foi super cedo e não tinha como chamar convidados de última hora, então liguei pra ela pra conversar sobre ideias diversas após a apresentação.
Fizemos mais ou menos 1hr e meia de call que, como qualquer casal feliz um com o outro, passara tão rápido quanto 10 minutos de conversa.
Ela trabalha bastante e não tem dinheiro pra quase nada. Parte do salário dela é pra pagar conta de casa ou as próprias contas dela, que são de necessidades mesmo. Se ela gasta 10 reais que só sobrou no mês, provavelmente é uma grana que vai fazer falta no próximo, e isso me deixa muito triste pois eu mesmo não consigo ajudar as vezes pq tb tô desempregado.
Ontem ela esqueceu o carregador do cel dela no job e precisaria ir hoje de manhã buscar pra conseguir trabalhar (ela dá aula de inglês online, as vezes presencial pois em casa a internet é instável) e parece que simplesmente a manhã legal que tivemos foi pro ralo quando a mãe dela começou a xingar e gritar com ela simplesmente por ela ter que ir no trabalho buscar o carregador. Fiquem com o diálogo exato de como começou:
(rola mais um pouco de gritaria)
e ela desligou a chamada.
Eu namoro essa menina tem 4 anos, isso aconteceu várias vezes na verdade. É bastante complexos pois, a mãe dela claramente tem problemas psicológicos. Não somente, mas o pai também, e ela meio que vive nesse inferno tentando agradar os dois e pagando as contas, mas não parece que há um mínimo de carinho recíproco. Ela tem uma situação muito difícil e os pais trabalham numa praça da cidade vendendo algumas coisinhas, mas devido ao corona, as vendas tão muito baixas.
Ela quer mudar de vida, eu quero mudar com ela também. Temos um sonho de morar junto o mais rápido possível pra nos livrarmos desse problema. Obviamente não é largar os pais, mas pelo menos manter distância desse comportamento tóxico que deixa ela cada vez mais pra baixo, e já afetou muitas áreas da vida dela e até mesmo no nosso relacionamento.
Enfim. SOGRA FILHA DA PUTA. Que ÓDIO. Isso sem falar o descaso dela com a filha. Eu e minha namorada juntamos nossos ingressos de cinema desde que nos conhecemos, é nosso "tesouro pessoal", e cês acreditam que a mulher já jogou "por engano" fora? Ela se arrependeu e catou do lixo depois... mas pra vcs verem que ela não tem respeito nenhum com mexer e remexer o quarto dela como bem entende, além de querer mandar em tudo, arrumar problema com qlqr coisa... Teve um dia que eu escutei 5m de gritaria pq minha namorada havia deixado a janela do banheiro aberta... Não era nem janela da sala que sei lá, poderia entrar mosquito (?) Era a porra da janela do BANHEIRO.
Minha mina é muito dedicada no que faz, cês tinham que ver ela dando aula pros pirralhinho online. Uma das melhores professoras que já vi sem enviesamento. Ela inclusive já foi orientada à diminuir a qualidade das aulas delas pois de acordo com a coordenação, "não precisava visto que você trabalha muito e precisa tá sempre fazendo muitas aulas, é melhor diminuir a qualidade dos slides/aula e passar algumas revisões pra que renda mais conteúdo". Infelizmente parece ser um fardo que vamos carregar por um tempo ainda, pois sem muitas previsões certas de sair de casa ainda.
Ah, ela tá com ideia de fazer aula particular, mas tem sido foda arrumar aluno. Ela já trabalha pra 2 curso de inglês mas pagam tão bem quanto 1 pastel e 1 caldo de cana.
Enfim, é isso.
submitted by marvinpls to desabafos [link] [comments]


2020.06.07 09:27 _100criatividade_ Stalker Homofóbica

Olá Luba, gatas, editores, papelões já não vivos e turma que tais a ver, lhes contarei uma história que aconteceu comigo no ano passado (no 9° ano) sou de Minas, sinta-se a vontade para fazer o sotaque kkk.
Uma guria estava gostando de mim, ela havia se declarado, mas como sou gay e tenho um namorado (ninguém além de treix amigos sabiam disso, afinal, meus pais são extremamente religiosos e me fazem agir como "macho", mas enfim) eu disse que não gostava dela da mesma forma, ela não aceitou muito bem minhas palavras de rejeição e até falou que, se eu desse uma chance a esse relacionamento, talvez eu veria que gosto dela, continuei dizendo que eu realmente não gostava dela e que só a via como amiga, mas ela continuava insistindo. Um belo dia, quando eu estava no pátio da escola com meus amigos, ela chegou com duas amigas e começou a dizer que eu era o namorado dela e que naquele dia, iríamos completar 2 meses de namoro (só conheço a guria à 3 semanas), as amigas dela começaram a me perguntar sobre o que eu iria dar de presente a ela, meu namorado que estava no grupinho me olhou com raiva e foi embora dali, três aulas depois bateu o sinal e todos saímos da escola, esperei meu namorado na frente da escola para irmos embora como sempre, esperei, esperei, esperei, e nada dele chegar, perguntei pra uma menina da sala dele (éramos de salas diferentes) se ela havia visto ele, ela me disse que ele já tinha ido embora fazia tempo, achei estranho aquilo mas resolvi seguir meu caminho, desci a rua da escola e percebi que tinha alguém atrás de mim, e isso era estranho já que aquela rua era pouco movimentada, ainda mais naquele horário, continuei a andar, olhei para trás algumas vezes durante o percurso mas nunca via ninguém, quando cheguei em casa, subi pro meu quarto e olhei pela fresta da janela pra ver se tinha alguém e lá estava a guria, voltando pela rua que eu vim, de tarde recebi uma carta que provavelmente era dela, nela dizia que ela amou o ursinho que eu tinha dado a ela (???) e que até tirou umas fotos pra colocar nos stts, joguei a carta fora e peguei meu celular para falar com meu namorado, ele disse que tava ocupado e que não podia falar, resolvi ir dormir então, durante duas semanas aquela guria ficou me enviando cartas e juras de amor, meu namorado ficou me evitando durante todo esse período, até que eu cansei e fui falar com ele sobre a guria chata, expliquei que eu não tinha nada com ela e que ela era problemática, ele, como o homem da minha vida, disse que entendia e que não iria mais me evitar, fiquei feliz por ele entender tudo, fomos embora juntos até chegar na minha casa, no outro dia fui falar com a menina e dizer que ela para ela parar de me mandar cartas e presentes, porque eu era gay e tinha um namorado, ela me olhou torto e saiu, bateu o sinal pra ir embora, tive que ir sozinho pois meu namorado tinha consulta no dentista, porém não tão sozinho já que a menina estava logo atrás de mim e dessa vez ela não se escondia nem nada, até que depois de certo tempo ela começou a me chamar de viado, gayzinho de merda, chupa rola do caralho e falar que eu deveria morrer, fui todo o percurso até minha casa sendo xingado por ela, a guria começou a me mandar cartas, dessa vez me xingando, falei pro meu namorado e ele disse que falaria com ela, não sei o que ele falou, mas sei que do nada ela parou de me seguir, de mandar cartas e até de me olhar torto, hoje eu e meu namorado completamos 4 anos de namoro, aquela guria sumiu do mapa, nunca mais a vi e espero que continue assim.
E foi isso Luba, Beijos =30
submitted by _100criatividade_ to TurmaFeira [link] [comments]


2020.05.02 02:53 mat47777 Desabafo

Caros amigos, foi a maior besteira que podia ter acontecido comigo, na real.
Mas sei que é engraçado rir da desgraça alheia, vou lhes dar essa alegria Se não quiser ler a hora de sair é agora ok? vamo lá
Resumo até aqui - Namoro com ela a 8 meses, nesse tempo fui na casa dela umas 10 vezes no max, passando sempre menos de meia hora. O motivo = o pai ***** Mais quando eu falo *****, é ***** mesmo, o cara sempre me esnobou, das vezes que nos cruzamos o maluco fez questão de me fazer eu me sentir um *, me humilhar e tripudiar. Além do fato de eu comer a filha dele, o outro motivo pelo qual ele me odeia é aquela clássica diferença de classe. Não sou pobrão, mas meu trabalho não é la essas coisas e eles são de família rica, gerações e gerações de engenheiros e tal, rios de grana. Daí beleza. O maluco achar que eu to alí por causa do dinheiro ja é um motivo escroto, tendo em vista que a filha é linda, e se não fosse rica eu olharia do mesmo jeito, mas *, FAZEM 8 MESES, custa o maluco levantar bandeira branca e ficar em paz?
Então, minha família foi viajar pra casa de uns parentes... eu trabalho, não pude ir. Quando você namora,e sua namorada não curte seus amigos, inevitavelmente você se afasta dos caras. É o famoso "ou eles ou eu". Sem família,distante dos amigos, não tinha outra alternativa a não ser ficar com ela no natal. Eu odiei a idéia, lógico, mas ela insistiu, disse que não tinha problema e que tudo ia acabar bem, Ô.
A TRETA- Vamos pular pra ceia, Ja podem imaginar que o sogrão gente boa além de não olhar na minha cara,fez questão de mandar indiretas,a fim de humilhar este fodido que vos fala, com uma série de acontecimentos. Primeiro acontecimento: A empregada servindo todo mundo,chegou na minha vez ele INTERROMPEU a mulher,falou pra ela deixar os negocios em cima da mesa lá que eu sabia me servir sozinho, que tava acostumado com self-service. Imagina aí ja minha cara de lixo.
Minha namorada fez um olhar de tristeza e me serviu, eu pensei em outras coisas, tentei relevar. Segundo acontecimento: Meu telefone tocou,minha mãe querendo dar feliz natal,fui atender na inocencia,ele deu UM SOCO na mesa, -VOCE NÃO SABIA QUE ISSO É FALTA DE EDUCAÇÃO NÃO ? "MALANDRO". Essa minha mãe ouviu,levantei da mesa e fui falar com ela. A essa altura,vocês ja imaginam o quão puto eu tava, dane-se a ceia, dane-se tudo, nem fome eu tinha mais.
Minha namorada deu uma disfarçada, perguntou quem era, falei baixinho que era minha mãe. Daí o fdp TINHA que fazer piadinha com a minha mãe né caras, Quando ele ouviu fez o comentário,dessa vez direto pra mim: -E a patroa da sua mãe deixa ela ligar pra celular? é muita folga, empregada folgada assim comigo só se fode. Não dava mais,eu ia me sentir um BOSTA pro resto da vida se eu não quebrasse os dentes do fdp ali mesmo Tá bom que ia acabar o namoro, que ia acabar com o natal da família, mas ofender assim alguém que nem ta ali pra se defender, ser motivo de gracinha praquele lixo de pessoa.
Toquei o dane-se, não lembro exatamente as palavras porque tava muito nervoso, mais foi mais ou menos isso: -ESCUTA AQUI Ô SEU MONTE DE BOSTA,VOCÊ QUERER TIRAR COM A MINHA CARA JA DURANTE 8 MESES É UM BOM MOTIVO PRA EU TE QUEBRAR,AGORA OFENDER A MINHA MÃE SEM MAIS NEM MENOS. daí ele gritou: -FALA BAIXO, SEU FAVELADO e jogou o copo em mim, acertou meu braço. Imagina o caos que tava essa mesa, namorada tentando me segurar,a esposa puxando ele,a irma dela autista chorando, Eu naquele ódio ja tava disposto a matar ele ali msm. Ele veio,dando a volta na mesa igual um touro pra me pegar,eu firme encarando ele,enquanto ele vinha eu via a janela da sala de jantar grande de fundo
Vi o que parecia ser uma aeronave não tripulada pequena passando rápido, logo atrás uma especie de exoesqueleto metálico armado com uma metralhadora, de repente, um estrondo ensurdecedor seguido de um clarão.Era o início da era das máquinas.
submitted by mat47777 to orochinho [link] [comments]


2020.03.28 20:18 lys_by Será que ela queria algo comigo ou era joguinho?

Bem, esse caso ocorreu há alguns meses já, mas até hoje me gera dúvidas, tantas que até me tira o sono.
Conheci uma menina e nós começamos a sair. Saímos uma, duas, três vezes no mesmo mês.
No último encontro a gente foi em um parque. Foi bem legal e tal. Quando estávamos próximos de ir embora ela falou:
-- Então fulano, preciso falar com você.
Eu falei que não sabia. Logo ela me fala:
-- Ah, tenta adivinhar vai.
Foi então que ela desistiu e falou que iria me contar quando chegamos perto da casa dela. A gente pegou o trem e tal. Dentro do trem ela falou:
-- Então, preciso te falar algo! Quero pedir você em namoro. Brincadeira hahaha. Tô brincando viu!
Daí eu falei:
-- A, mas aí terminamos que ficar algum tempo, pra depois namoramos.
Depois disso a gente sentou e ela ficou com cara de bunda olhando pra janela, sem falar comigo. Chegando próximo da casa dela (já fora da estação) ela pergunta de novo "quais eram minhas intenções" e eu respondo:
-- A, eu não quero nada sério, sabe?
Após eu falar isso ela fala:
-- Eu não quero nada sério, sabe fulano.
Foi então que o trem dela chegou e eu fui embora. Mais tarde a gente deu uma conversada no whatsapp, e essa foi a última conversa:
NOTA: Pode parecer óbvio pra alguns, mas pra mim não, pois em vários momentos ela se contradizia dizendo que não queria nada sério. Será q ela realmente queria algo sério?
submitted by lys_by to desabafos [link] [comments]


2020.03.15 20:23 BBDAngelo Quarentena em Varsóvia - dia 2

Baixei o Tinder faz duas semanas, logo depois que terminei meu namoro. Eu tava com algumas conversas bem desenroladas e alguns telefones, mas hoje mandei mensagens pra todas dizendo algo do tipo “a conversa tá boa, quem sabe depois dessa loucura a gente faz alguma coisa”.
Seria impossível ficar conversando com estranhas durante semanas sem deixar o assunto ficar chato nem chamar pra sair.
E pra quem leu o diário ontem: sim, a mulher veio aqui em casa hoje. Vieram em duas, na verdade. Espero que não dê problema.
Eu olho pela janela e tem sempre gente andando de um lado pro outro, vi um cara andando de skate hoje. Me pergunto se eu não estou paranóico demais, mas ao mesmo tempo acho que a responsabilidade de todo mundo é ficar em casa se possível.
Fiz tapioca. Ontem quando eu tava fazendo o inventório das comidas encontrei um quilo de polvilho doce que eu tinha trazido do Brasil, e vence no fim do mês. Tem também pó de pão-de-queijo que eu vou fazer depois.
E falando no Brasil, pelo que eu estou vendo nas redes sociais o pessoal não está nem aí mesmo, né? Hahaha. Todo mundo saindo todos os dias.
Saudades do Brasil. Se cuidem galera.
submitted by BBDAngelo to brasil [link] [comments]


2019.12.25 02:56 Hikioh Sempre fico trancado em casa durante a ceia, hoje foi diferente

Preciso desabafar sobre algo nesse tempo de feriados e fim de ano e aqui foi o melhor lugar que achei. Nunca fui alguém de sair muito, mas hoje recebi um convite inesperado para jantar na casa da minha namorada. O que houve depois foi ainda mais bizarro: Saí no braço com o pai da minha namorada na ceia de natal.
Namoro com ela já fazem 8 meses, nesse tempo fui na casa dela umas 10 vezes no máximo, passando sempre menos de meia hora. O motivo = o pai cuzão.
Mais quando eu falo cuzão, é cuzão mesmo, o cara sempre me esnobou, das vezes que nos cruzamos o maluco fez questão de me fazer eu me sentir um merda, me humilhar e tripudiar.
Além do fato de eu namorar a filha dele, o outro motivo pelo qual ele me odeia é aquela clássica diferença de classe.
Não sou pobrão, mas meu trabalho não é lá essas coisas e eles são de família rica, gerações e gerações de engenheiros e tal, rios de grana. Daí beleza o maluco achar que eu to ali por causa do dinheiro já é um motivo escroto, tendo em vista que a filha é linda, e se não fosse rica eu olharia do mesmo jeito, mas já fazem oito meses, custa o maluco levantar bandeira branca e ficar em paz?
Então, minha família foi viajar pra casa de uns parentes... eu trabalho, não pude ir. Quando você namora, e sua namorada não curte seus amigos, inevitavelmente você se afasta dos caras. É o famoso "ou eles ou eu".
Sem família, distante dos amigos, não tinha outra alternativa a não ser ficar com ela no natal.
Eu odiei a ideia, lógico, mas ela insistiu, disse que não tinha problema e que tudo ia acabar bem, Ô.
A TRETA - Vamos pular pra ceia,
Já podem imaginar que o sogrão gente boa além de não olhar na minha cara, fez questão de mandar indiretas, a fim de humilhar este fodido que vos fala, com uma série de acontecimentos.
Primeiro acontecimento: A empregada servindo todo mundo,chegou na minha vez ele interrompeu a mulher, falou pra ela deixar os negócios em cima da mesa lá que eu sabia me servir sozinho, que tava acostumado com self-service.
Imagina aí já minha cara de lixo.
Minha namorada fez um olhar de tristeza e me serviu, eu pensei em outras coisas, tentei relevar.
Segundo acontecimento: Meu telefone tocou, minha mãe querendo dar feliz natal, fui atender na inocência, ele deu UM SOCO na mesa, - VOCÊ NÃO SABIA QUE ISSO É FALTA DE EDUCAÇÃO NÃO? "MALANDRO".
Essa minha mãe ouviu, levantei da mesa e fui falar com ela. A essa altura vocês já imaginam o quão puto eu tava, foda-se a ceia, foda-se tudo, nem fome eu tinha mais.
Minha namorada deu uma disfarçada, perguntou quem era, falei baixinho que era minha mãe.
Daí o filho da puta TINHA que fazer piadinha com a minha mãe né caras,
Quando ele ouviu fez o comentário,d essa vez direto pra mim:
- E a patroa da sua mãe deixa ela ligar pra celular? É muita folga, empregada folgada assim comigo só se fode.
Não dava mais, eu ia me sentir um BOSTA pro resto da vida se eu não quebrasse os dentes dele ali mesmo.
Tá bom que ia acabar o namoro, que ia acabar com o natal da família, mas ofender assim alguém que nem tá ali pra se defender, ser motivo de gracinha praquele lixo de pessoa.
Toquei o foda-se, não lembro exatamente as palavras porque tava muito nervoso, mais foi mais ou menos isso:
-ESCUTA AQUI Ô SEU MONTE DE BOSTA, VOCÊ QUERER TIRAR COM A MINHA CARA JÁ DURANTE 8 MESES É UM BOM MOTIVO PRA EU TE QUEBRAR, AGORA OFENDER A MINHA MÃE SEM MAIS NEM MENOS. Então ele gritou: -FALA BAIXO, SEU FAVELADO e jogou o copo em mim, acertou meu braço.
Imagina o caos que tava essa mesa, namorada tentando me segurar, a esposa puxando ele e a irmã dela mais nova chorando.
Eu naquele ódio já tava disposto a matar ele ali mesmo. Ele veio, dando a volta na mesa igual um touro pra me pegar, eu firme encarando ele, enquanto ele vinha eu via a janela da sala de jantar grande de fundo.
Vi o que parecia ser uma aeronave não tripulada pequena passando rápido, logo atrás uma espécie de exoesqueleto metálico armado com uma metralhadora, de repente, um estrondo ensurdecedor seguido de um clarão. Era o início da era das máquinas.
submitted by Hikioh to brasil [link] [comments]


2019.09.27 23:42 vercottiluigi eu me apaixonei pela pessoa errada

Bom, sou uma mulher num relacionamento estável há mais de cinco anos. Meu namorado é ótimo, atencioso, faz de tudo por mim, mas apesar de eu gostar muito dele, nunca consegui retribuir na mesma intensidade. No começo do ano tivemos uma briga feia numa reunião entre amigos, ele me deixou triste e chorando num canto enquanto batia papo com as pessoas, fiquei magoada e passei uns dias sem falar com ele, o que me deu uma sensação de paz e liberdade imensa. Voltamos às boas, mas desde então parece que algo dentro de mim se rompeu e não voltou a ser o que era antes. Eu perdi o encanto por ele.
Vim vivendo minha vida monótona. Eu passei a fazer dieta e academia diariamente por problemas de saúde, emagreci bastante e voltei a correr, que sempre foi algo que me fez muito feliz e realizada. Minha autoestima vai às alturas quando consigo diminuir segundos a cada treino. Frequentando a academia no mesmo horário, a gente acaba fazendo amizade com a galera.
De uns meses pra cá, eu comecei a olhar um dos caras lá de maneira diferente. Não sei explicar, mas o coração começou a bater mais forte, de vez em quando eu corro os olhos pela sala pra ver onde ele ta, peguei ele me encarando vez ou outra. Esses dias passei por ele na rua, nos cumprimentamos (fizemos um gestual batendo no relógio tipo "olha a hora de ir pra casa kkkk", rindo), e depois eu passei o resto do dia suspirando e pensando no sorriso dele.
A sensação que eu tenho é das minhas paixões platônicas da adolescência, quando o crush ia pra quadra jogar bola na educação física e eu passava os dois tempos das aulas de química contando os passos dele pela janela...
Obviamente eu não vou tentar algo ou dar uma abertura pra que ele tente, já que eu sou comprometida e o cara é casado, to satisfeita só com essa impressão de estar sentindo algo por alguém. Mas sei lá, eu sentia falta dessa sensação de paixão e parece que isso não vai acontecer com meu namorado por mais que eu me esforce.
Eu gosto dele, fico feliz com as conquistas, o apoio sempre, mesmo quando ele se sabota e fica mal eu falo "vc vacilou desta vez, mas na próxima vc não vai vacilar, eu to aqui com vc". As comparações dele comigo me incomodam (que eu to magra e ele gordo, mas eu como fruta no café da manhã, ele bebe refrigerante; que eu sou muito esperta em relação a photoshop, mas eu to sempre estudando e treinando); ele espera que eu o ensine de tudo, espera que a vida dê as ferramentas necessárias pra começar a agir. E sei lá, temos mais de 30 anos, a vida não espera por ninguém. E certos insights só vêm de dentro.
Não consigo mais vê-lo com os olhos do começo do namoro, o papo dele não me estimula mais, prefiro passar as manhãs correndo e as noites trabalhando do que estar com ele repetindo os mesmos papos de sempre. E, ao mesmo tempo, não quero terminar porque confesso que estou acomodada com a situação e tbm por não achar que "fulano ta chato/namoro virou rotina" seja um motivo real pra terminar um namoro. Porque são coisas que podem ser revertidas - a pessoa pode arrumar outro interesse ou algo acontecer pra mudar a rotina, nada que um papo não resolva. E eu sou super evasiva e fechada, tenho pavor de desabafar com alguém e meus sentimentos e pensamentos chegarem à boca do povo.
Enfim, é isso. Só precisava desabafar mesmo.
submitted by vercottiluigi to desabafos [link] [comments]


2019.03.27 05:52 lacradora >Um título interessante para chamar a sua atenção<

Olá pessoinha, boa noite. Quero contar um pouco sobre minha vida um tanto quanto complicada.
Estou totalmente pirada com tanta coisa de vez acontecendo. Meus pais estavam se separando, é um relacionamento abusivo que me levou a ter depressão muito cedo, porém, eles voltaram e tenho medo que meu pai mate minha mãe. Além disso, meu namoro com uma pessoa está ruindo. Alguns meses atrás esta pessoa me contou que era transgênero e que iria transicionar. Fiquei arrasada, pois não sei se darei conta, foram seis anos de relacionamento, não imaginava uma surpresa dessas. Com todas essas coisas acontecendo, empaquei na faculdade e não consigo fazer basicamente nada, além das inúmeras crises de ansiedade e pânico. Não tenho amigos, não tenho forças e não tenho ideia do que me tornei como pessoa. Que fase.
Estou fazendo terapia, me fez aguentar a barra, porém, chega um momento que dá vontade de jogar tudo pro ar e passar o dia vegetando na cama ou até o suicídio. Esses dias eu pensei em me jogar pela janela, porém tem grade, fui atrás de uma chave de fenda para desparafusar e tirei a grade que era muito pesada, como levou tempo para fazer isso, acabei pensando e desistindo, mas é uma ideia babaca e recorrente.
É tão difícil ser feliz? No momento estou abraçada com meu amigo de todas a noites, meu ursinho. É muito louco pensar que uma das coisas que mais me conforta é um bichinho inanimado (eu espero) que não pode fazer nada de mal. Talvez seja esse o ponto. Não aguento mais o sofrimento causado por conta de outras pessoas. Tudo bem que cada um lida com os problemas de uma forma, mas cacete, nem as palestras da Monja Coen tão dando conta. Eu não consigo confiar em ninguém e me sinto um shrek de tão feia e acabada que estou.
Espero encontrar um caminho, uma resposta, o amor próprio e adotar um gatinho. Talvez bichinhos sejam a solução. Obrigada por ler até aqui. Durma bem pessoinha. Gudbai.
submitted by lacradora to desabafos [link] [comments]


2018.12.25 16:05 PalmoLasso Agredi meu sogro durante a ceia de natal

Vou tentar ser breve no relato, mais tem coisas que eu tenho que explicar senão o resto não faz muito sentido.
Namoro com ela a 1 ano e 4 meses, nesse tempo fui na casa dela uma 10 vezes no max, passando sempre menos de meia hora.O motivo = o pai kuzão

Mais quando eu falo kuzão, é kuzão mesmo, o cara sempre me esnobou, das vezes que nos cruzamos o maluco fez questão de me fazer eu me sentir um *****, me humilhar e tripudiar.
Além do fato de eu comer a filha dele, o outro motivo pelo qual ele me odeia é aquela clássica diferença de classe, quem assistiu algumas das 30 temporadas de malhação manja como é.
Não sou pobrão master, mais meu trabalho não é la essas coisas, e eles são de família rica,gerações e gerações de engenheiros e tal, rios de grana.Como a filha dele foi se apaixonar por mim? Outros 500.
O maluco achar que eu to ali por causa do dinheiro já é um motivo escroto,tendo em visto que a filha é linda,até se fosse favelada eu olharia do mesmo jeito,mais [email protected], FAZ MAIS DE UM ANO,custa o maluco levantar bandeira branca e ficar em paz?

Explicada a situação, vamos aos fatos-
Minha família foi viajar pra casa de uns parentes,eu trabalho,não pude ir.Quando você namora,e sua namorada não curte seus amigos, inevitavelmente você se afasta dos caras, é o famoso "ou eles ou eu"
Sem família,distante dos amigos,não tinha outra alternativa a não ser ficar com ela.
Eu odiei a ideia, lógico, mais ela insistiu, disse que não tinha problema e que tudo ia acabar bem, Ô.
A mãe dela não é necessariamente uma [email protected] rica,sempre me tratou com educação, a mesma educação que ela tem com os empregados, mais ok.
Tem uma irmã também, mais é adolescente rica autista, não esboça emoção, não é gata e não faz diferença, só citei porque ela também estava na mesa.

A TRETA-
Vamos pular pra ceia,
Já podem imaginar que o sogrão "gente boa" além de não olhar na minha cara, fez questão de mandar indiretas,a fim de humilhar este ****** que vos fala.
Começou aquela palhaçada depois da meia-noite, começou o que eu vou chamar de rage-time:
Primeiro rage-time: A empregada servindo todo mundo,chegou na minha vez ele INTERROMPEU a mulher,falou pra ela deixar os negocios em cima da mesa lá que eu sabia me servir sozinho,
que tava acostumado com self-service.
Imagina aí já minha cara de lixo.
Minha namorada,que não enfrenta o pai, fez um olhar de tristeza e me serviu, eu pensei em outras coisas, tentei relevar.
Segundo rage-time: Meu telefone tocou,minha mãe querendo dar feliz natal,fui atender na inocência,ele deu UM SOCO na mesa, -VOCÊ NÃO SABIA QUE ISSO É FALTA DE EDUCAÇÃO NÃO ? "MALANDRO".
Essa minha mãe ouviu,levantei da mesa e fui falar com ela,voltei,ele tinha tirado meu prato da mesa (rs)
A essa altura, vocês já imaginam o quão **** eu tava, [email protected] a ceia, [email protected] tudo, nem fome eu tinha mais.
Minha namorada empurrou discretamente o prato dela pra mim, disfarçando perguntou quem era, falei baixinho que era minha mãe.
Rage-time final:O filho da **** TINHA que fazer piadinha com a minha mãe né caras,
Quando ele ouviu fez o comentário, dessa vez direto pra mim:
-E a patroa da sua mãe deixa ela ligar pra celular? é muita folga, aqui empregada folgada assim comigo se ****.
Não dava mais, eu ia me sentir um ***** pro resto da vida se eu não quebrasse os dentes daquele maluco ali mesmo
Tá bom que ia acabar o namoro, ta bom que eu também podia apanhar,que ia acabar com o natal da família,mais ofender assim alguém que nem ta ali pra se defender,
alguém que eu sei que dá um duro do ******* pra viver ser motivo de gracinha pra quele lixo de pessoa.
Toquei o ****-se,não lembro exatamente as palavras porque tava muito nervoso mesmo,mais foi mais ou menos isso: -ESCUTA AQUI Ô SEU MONTE DE *****,VOCÊ QUERER TIRAR COM A MINHA CARA JÁ DURANTE UM ANO É UM BOM MOTIVO PRA EU TE QUEBRAR,AGORA OFENDER A MINHA MÃE SEM MAIS NEM MENOS.
Nessa ele me interrompeu
simplesmente gritou -FALA BAIXO SEU FAVELADO e jogou o copo em mim,pegou no meu braço.
Imagina o caos que tava essa mesa, minha namo tentando me segurar,a esposa puxando ele, a outra louca autista chorando,
Eu naquele ódio já tava disposto a matar ele ali mesmo.Ele veio,dando a volta na mesa igual um touro pra me pegar, eu firme encarando ele,enquanto ele vinha eu via a janela da sala de jantar grande de fundo
Vi o que parecia ser uma aeronave não tripulada pequena passando rápido, logo atrás uma especie de exoesqueleto metálico armado com uma metralhadora, de repente, um estrondo ensurdecedor seguido de um clarão. Era o início da era das máquinas.
submitted by PalmoLasso to valetudo [link] [comments]


2018.12.25 15:57 Magic_Scarpel Saí no soco com o pai da minha namorada no Natal...

Exato caros amigos, foi a maior merda que podia ter acontecido comigo, na real. Mas sei que é engraçado rir da desgraça alheia, vou lhes dar essa alegria Se não quiser ler a hora de sair é agora ok? vamo lá Resumo até aqui - Namoro com ela a 8 meses, nesse tempo fui na casa dela umas 10 vezes no max, passando sempre menos de meia hora. O motivo = o pai cuzão Mais quando eu falo cuzão, é cuzão mesmo, o cara sempre me esnobou, das vezes que nos cruzamos o maluco fez questão de me fazer eu me sentir um merda, me humilhar e tripudiar. Além do fato de eu comer a filha dele, o outro motivo pelo qual ele me odeia é aquela clássica diferença de classe. Não sou pobrão, mas meu trabalho não é la essas coisas e eles são de família rica, gerações e gerações de engenheiros e tal, rios de grana. Daí beleza. O maluco achar que eu to alí por causa do dinheiro ja é um motivo escroto, tendo em vista que a filha é linda, e se não fosse rica eu olharia do mesmo jeito, mas *, FAZEM 8 MESES, custa o maluco levantar bandeira branca e ficar em paz? Então, minha família foi viajar pra casa de uns parentes... eu trabalho, não pude ir. Quando você namora,e sua namorada não curte seus amigos, inevitavelmente você se afasta dos caras. É o famoso "ou eles ou eu". Sem família,distante dos amigos, não tinha outra alternativa a não ser ficar com ela no natal. Eu odiei a idéia, lógico, mas ela insistiu, disse que não tinha problema e que tudo ia acabar bem, Ô. A TRETA - Vamos pular pra ceia, Ja podem imaginar que o sogrão gente boa além de não olhar na minha cara,fez questão de mandar indiretas,a fim de humilhar este fodido que vos fala, com uma série de acontecimentos. Primeiro acontecimento: A empregada servindo todo mundo,chegou na minha vez ele INTERROMPEU a mulher,falou pra ela deixar os negocios em cima da mesa lá que eu sabia me servir sozinho, que tava acostumado com self-service. Imagina aí ja minha cara de lixo. Minha namorada fez um olhar de tristeza e me serviu, eu pensei em outras coisas, tentei relevar. Segundo acontecimento: Meu telefone tocou,minha mãe querendo dar feliz natal,fui atender na inocencia, ele deu UM SOCO na mesa, - VOCE NÃO SABIA QUE ISSO É FALTA DE EDUCAÇÃO NÃO ? "MALANDRO". Essa minha mãe ouviu,levantei da mesa e fui falar com ela. A essa altura,vocês ja imaginam o quão puto eu tava, foda-se a ceia, foda-se tudo, nem fome eu tinha mais. Minha namorada deu uma disfarçada, perguntou quem era, falei baixinho que era minha mãe. Daí o filho da puta TINHA que fazer piadinha com a minha mãe né caras, Quando ele ouviu fez o comentário, dessa vez direto pra mim: - E a patroa da sua mãe deixa ela ligar pra celular? é muita folga, empregada folgada assim comigo só se fode. Não dava mais,eu ia me sentir um BOSTA pro resto da vida se eu não quebrasse os dentes do fdp ali mesmo Tá bom que ia acabar o namoro, que ia acabar com o natal da família, mas ofender assim alguém que nem ta ali pra se defender, ser motivo de gracinha praquele lixo de pessoa. Toquei o foda-se, não lembro exatamente as palavras porque tava muito nervoso, mais foi mais ou menos isso: - ESCUTA AQUI Ô SEU MONTE DE BOSTA,VOCÊ QUERER TIRAR COM A MINHA CARA JA DURANTE 8 MESES É UM BOM MOTIVO PRA EU TE QUEBRAR,AGORA OFENDER A MINHA MÃE SEM MAIS NEM MENOS. daí ele gritou: - FALA BAIXO, SEU FAVELADO e jogou o copo em mim, acertou meu braço. Imagina o caos que tava essa mesa, namorada tentando me segurar,a esposa puxando ele, a irma dela autista chorando, Eu naquele ódio ja tava disposto a matar ele ali msm. Ele veio,dando a volta na mesa igual um touro pra me pegar,eu firme encarando ele, enquanto ele vinha eu via a janela da sala de jantar grande de fundo Vi o que parecia ser uma aeronave não tripulada pequena passando rápido, logo atrás uma especie de exoesqueleto metálico armado com uma metralhadora, de repente, um estrondo ensurdecedor seguido de um clarão. Era o início da era das máquinas.
submitted by Magic_Scarpel to Copicola [link] [comments]


2018.12.25 14:17 Izzenw Saí no soco com o pai da minha namorada no natal

Exato caros amigos, foi a maior merda que podia ter acontecido comigo, na real. Mas sei que é engraçado rir da desgraça alheia, vou lhes dar essa alegria Se não quiser ler a hora de sair é agora ok? vamo lá Resumo até aqui - Namoro com ela a 8 meses, nesse tempo fui na casa dela umas 10 vezes no max, passando sempre menos de meia hora. O motivo = o pai cuzão Mais quando eu falo cuzão, é cuzão mesmo, o cara sempre me esnobou, das vezes que nos cruzamos o maluco fez questão de me fazer eu me sentir um merda, me humilhar e tripudiar. Além do fato de eu comer a filha dele, o outro motivo pelo qual ele me odeia é aquela clássica diferença de classe. Não sou pobrão, mas meu trabalho não é la essas coisas e eles são de família rica, gerações e gerações de engenheiros e tal, rios de grana. Daí beleza. O maluco achar que eu to alí por causa do dinheiro ja é um motivo escroto, tendo em vista que a filha é linda, e se não fosse rica eu olharia do mesmo jeito, mas *, FAZEM 8 MESES, custa o maluco levantar bandeira branca e ficar em paz? Então, minha família foi viajar pra casa de uns parentes... eu trabalho, não pude ir. Quando você namora,e sua namorada não curte seus amigos, inevitavelmente você se afasta dos caras. É o famoso "ou eles ou eu". Sem família,distante dos amigos, não tinha outra alternativa a não ser ficar com ela no natal. Eu odiei a idéia, lógico, mas ela insistiu, disse que não tinha problema e que tudo ia acabar bem, Ô. A TRETA- Vamos pular pra ceia, Ja podem imaginar que o sogrão gente boa além de não olhar na minha cara,fez questão de mandar indiretas,a fim de humilhar este fodido que vos fala, com uma série de acontecimentos. Primeiro acontecimento: A empregada servindo todo mundo,chegou na minha vez ele INTERROMPEU a mulher,falou pra ela deixar os negocios em cima da mesa lá que eu sabia me servir sozinho, que tava acostumado com self-service. Imagina aí ja minha cara de lixo. Minha namorada fez um olhar de tristeza e me serviu, eu pensei em outras coisas, tentei relevar. Segundo acontecimento: Meu telefone tocou,minha mãe querendo dar feliz natal,fui atender na inocencia,ele deu UM SOCO na mesa, -VOCE NÃO SABIA QUE ISSO É FALTA DE EDUCAÇÃO NÃO ? "MALANDRO". Essa minha mãe ouviu,levantei da mesa e fui falar com ela. A essa altura,vocês ja imaginam o quão puto eu tava, foda-se a ceia, foda-se tudo, nem fome eu tinha mais. Minha namorada deu uma disfarçada, perguntou quem era, falei baixinho que era minha mãe. Daí o filho da puta TINHA que fazer piadinha com a minha mãe né caras, Quando ele ouviu fez o comentário,dessa vez direto pra mim: -E a patroa da sua mãe deixa ela ligar pra celular? é muita folga, empregada folgada assim comigo só se fode. Não dava mais,eu ia me sentir um BOSTA pro resto da vida se eu não quebrasse os dentes do fdp ali mesmo Tá bom que ia acabar o namoro, que ia acabar com o natal da família, mas ofender assim alguém que nem ta ali pra se defender, ser motivo de gracinha praquele lixo de pessoa. Toquei o foda-se, não lembro exatamente as palavras porque tava muito nervoso, mais foi mais ou menos isso: -ESCUTA AQUI Ô SEU MONTE DE BOSTA,VOCÊ QUERER TIRAR COM A MINHA CARA JA DURANTE 8 MESES É UM BOM MOTIVO PRA EU TE QUEBRAR,AGORA OFENDER A MINHA MÃE SEM MAIS NEM MENOS. daí ele gritou: -FALA BAIXO, SEU FAVELADO e jogou o copo em mim, acertou meu braço. Imagina o caos que tava essa mesa, namorada tentando me segurar,a esposa puxando ele,a irma dela autista chorando, Eu naquele ódio ja tava disposto a matar ele ali msm. Ele veio,dando a volta na mesa igual um touro pra me pegar,eu firme encarando ele,enquanto ele vinha eu via a janela da sala de jantar grande de fundo Vi o que parecia ser uma aeronave não tripulada pequena passando rápido, logo atrás uma especie de exoesqueleto metálico armado com uma metralhadora, de repente, um estrondo ensurdecedor seguido de um clarão.Era o início da era das máquinas.
submitted by Izzenw to brasilivre [link] [comments]


2018.12.25 03:41 blue_star_ Saí no braço com o pai da minha namorada na ceia de natal

Namoro com ela já fazem 8 meses, nesse tempo fui na casa dela umas 10 vezes no máximo, passando sempre menos de meia hora. O motivo = o pai cuzão.
Mais quando eu falo cuzão, é cuzão mesmo, o cara sempre me esnobou, das vezes que nos cruzamos o maluco fez questão de me fazer eu me sentir um merda, me humilhar e tripudiar.
Além do fato de eu namorar a filha dele, o outro motivo pelo qual ele me odeia é aquela clássica diferença de classe.
Não sou pobrão, mas meu trabalho não é la essas coisas e eles são de família rica, gerações e gerações de engenheiros e tal, rios de grana. Daí beleza o maluco achar que eu to ali por causa do dinheiro já é um motivo escroto, tendo em vista que a filha é linda, e se não fosse rica eu olharia do mesmo jeito, mas já fazem oito meses, custa o maluco levantar bandeira branca e ficar em paz?
Então, minha família foi viajar pra casa de uns parentes... eu trabalho, não pude ir. Quando você namora, e sua namorada não curte seus amigos, inevitavelmente você se afasta dos caras. É o famoso "ou eles ou eu".
Sem família,distante dos amigos, não tinha outra alternativa a não ser ficar com ela no natal.
Eu odiei a ideia, lógico, mas ela insistiu, disse que não tinha problema e que tudo ia acabar bem, Ô.
A TRETA - Vamos pular pra ceia,
Já podem imaginar que o sogrão gente boa além de não olhar na minha cara, fez questão de mandar indiretas, a fim de humilhar este fodido que vos fala, com uma série de acontecimentos.
Primeiro acontecimento: A empregada servindo todo mundo,chegou na minha vez ele interrompeu a mulher, falou pra ela deixar os negócios em cima da mesa lá que eu sabia me servir sozinho, que tava acostumado com self-service.
Imagina aí já minha cara de lixo.
Minha namorada fez um olhar de tristeza e me serviu, eu pensei em outras coisas, tentei relevar.
Segundo acontecimento: Meu telefone tocou, minha mãe querendo dar feliz natal, fui atender na inocência, ele deu UM SOCO na mesa, - VOCÊ NÃO SABIA QUE ISSO É FALTA DE EDUCAÇÃO NÃO? "MALANDRO".
Essa minha mãe ouviu, levantei da mesa e fui falar com ela. A essa altura vocês já imaginam o quão puto eu tava, foda-se a ceia, foda-se tudo, nem fome eu tinha mais.
Minha namorada deu uma disfarçada, perguntou quem era, falei baixinho que era minha mãe.
Daí o filho da puta TINHA que fazer piadinha com a minha mãe né caras,
Quando ele ouviu fez o comentário,d essa vez direto pra mim:
- E a patroa da sua mãe deixa ela ligar pra celular? É muita folga, empregada folgada assim comigo só se fode.
Não dava mais, eu ia me sentir um BOSTA pro resto da vida se eu não quebrasse os dentes dele ali mesmo.
Tá bom que ia acabar o namoro, que ia acabar com o natal da família, mas ofender assim alguém que nem tá ali pra se defender, ser motivo de gracinha praquele lixo de pessoa.
Toquei o foda-se, não lembro exatamente as palavras porque tava muito nervoso, mais foi mais ou menos isso:
-ESCUTA AQUI Ô SEU MONTE DE BOSTA, VOCÊ QUERER TIRAR COM A MINHA CARA JÁ DURANTE 8 MESES É UM BOM MOTIVO PRA EU TE QUEBRAR, AGORA OFENDER A MINHA MÃE SEM MAIS NEM MENOS. Então ele gritou: -FALA BAIXO, SEU FAVELADO e jogou o copo em mim, acertou meu braço.
Imagina o caos que tava essa mesa, namorada tentando me segurar, a esposa puxando ele e a irmã dela autista chorando.
Eu naquele ódio já tava disposto a matar ele ali mesmo. Ele veio, dando a volta na mesa igual um touro pra me pegar, eu firme encarando ele, enquanto ele vinha eu via a janela da sala de jantar grande de fundo.
Vi o que parecia ser uma aeronave não tripulada pequena passando rápido, logo atrás uma espécie de exoesqueleto metálico armado com uma metralhadora, de repente, um estrondo ensurdecedor seguido de um clarão. Era o início da era das máquinas.
submitted by blue_star_ to brasil [link] [comments]


2018.03.13 16:27 hippo341 Ansiedade e relacionamentos

Fala, galera.
Já acompanho o subreddit há um tempo. Na realidade, já era fã do /confession e do offmychest, que são subreddits similares, mas na língua de Shakespeare...
Resolvi criar uma conta pra postar fora do meu perfil, por motivos óbvios.
Tenho um relacionamento conturbado, problemas de ansiedade e depressão, e ultimamente não tenho estado bem.
Terminei com minha ex-namorada em abril de 2014, e desde então temos retomado o relacionamento e terminado inúmeras vezes. É meio surreal de entender, mas é isso mesmo. Acho que já voltamos e terminamos umas 5 vezes. Em todas elas eu é que quis terminar, mas eu sempre tinha uma recaída, e nós voltávamos.
Em abril de 2014 eu me mudei da cidade da Amanda (vamos chamá-la assim), e fui embora decidido a terminar e começar uma nova vida na cidade para a qual havia sido transferido. As coisas não foram tão bem na cidade nova e acabamos retomando, mesmo com a distância (+ de 1.000 km). Mas sempre ficava latente na minha cabeça que não era aquilo que eu queria, embora eu me sentisse culpado de terminar algo por motivos outros que não a pessoa dela em si, ou seja, por causa da família problemática dela, da sua falta de ambição nos estudos, da falta de dinheiro dela. Com o tempo também desapareceu aquele tesão de início de namoro, dando lugar à indiferença sexual.
Então eu terminava. Logo depois ela me procurava pra conversar, ou vice-versa, e voltávamos a falar e nos encontrar quando dava.
Em dezembro de 2017 "terminamos" pela última vez e achei que ela estava decidida a não falar mais comigo, pela enrolação a que tenho submetido ela todo esse tempo.
Mas recentemente descobri que ela estava bem mal de depressão e que tentou até se matar. Fiquei muito abalado... Acabamos conversando e ela mais uma vez abriu uma janela para voltarmos, desde que eu parasse com esse vai-e-vem (termina, retoma, termina, retoma...). Eu sinceramente não sei o que pensar.
Ando me sentindo um lixo. Às vezes tenho vontade de retomar, chamá-la pra vivermos juntos, e tentarmos ser felizes. Noutras horas penso nas implicações disso tudo e fico com medo, paralisado, pensando "e se der errado?". Alguém mais tem medo de rejeitar uma pessoa e depois acabar sozinho(a)?
Eu não acho a Amanda a pessoa perfeita, ela tem muitos defeitos, mas eu também. Eu me sinto culpado ainda da situação atual dela, de viver essa depressão monstra. Penso que poderíamos retomar, mas sinto medo. Já foram tantas tentativas... por que daria certo agora? Será que não estou retomando mais por culpa e medo de acabar sozinho? E se a Amanda for minha verdadeira alma gêmea e eu só me der conta disso mais tarde?
A vida é complicada... eu queria poder ser firma, incisivo, decidido e menos ansioso. Mas sempre acabo voltando pro buraco depois de um tempo. Revirando e remoendo as coisas do passado... Ultimamente tenho pensado que masturbação e ver pornografia, ainda que ocasionalmente, tem piorado meu quadro. Até me inscrevi no nofap pra ter mais forças pra evitar esse comportamento. Mas morando sozinho é algo ainda mais difícil de evitar. Eu sempre durmo esperando que no dia seguinte vou acordar com a resposta para os meus anseios, mas ela não vem. Acho que me falta na vida arriscar, sem temer percalços. Ter mais coragem.
Obrigado por ler meu desabafo! Se quiser comentar, sinta-se à vontade. abraços
submitted by hippo341 to desabafos [link] [comments]


2017.11.13 21:35 tombombadil_uk Today I fucked up: a estranha sensação de reencontrar um amor do passado 12 anos depois / Parte 2

Não esperava que a Parte 2 ia rolar tão cedo, mas tem atualizações aí. Para quem quiser, dessa vez tem um TL/DR no fim.
A parte 1 é essa aqui: https://www.reddit.com/brasil/comments/7c6tsx/today_i_fucked_up_a_estranha_sensa%C3%A7%C3%A3o_de/
PS.: escrevi isso aqui correndo assim que cheguei em casa, então provavelmente pode estar confuso ou com uns errinhos. Nem de perto foi tão trabalhado quanto o conto que eu fiz da primeira parte. Me desculpem de antemão.
Tive uns dos finais de semana mais atípicos dos últimos anos. Acho que nunca viajei tanto em memórias e dúvidas. Será que realmente rolava alguma coisa? Aliás, será que foi ela mesmo que eu vi na rua? Ela aprecia tão mais velha que talvez sequer fosse a mesma pessoa. E cá estava eu viajando porque uma pessoa aleatória me morou na rua e eu a confundi com alguém que não vejo há doze anos.
Ainda assim, embarquei na onda da nostalgia. Escutei os CDs do Linkin Park, System of a Down, Evanescence e Radiohead que a gente ouvia na época, baixei alguns jogos que eu jogava na época (Xenosaga, Burnout e alguns outros) e coloquei no PS2 que eu achei por um preço ridículo numa feira de rua. Assisti Anjos da Noite e Oldboy, dois que eu lembro de ver naqueles tempos. Domingo eu estiquei a ida à feira e fui até o curso de inglês que frequentávamos juntos, refiz o caminho de lá até casa onde os pais dela moravam. Antes que perguntem, não, eles não moram mais lá. Sei disso porque a casa apareceu à venda há muito tempo.
Foi um fim de semana agridoce. A esposa me achou meio para baixo, eu revirei horas no travesseiro antes de conseguir dormir. Segunda de manhã, indo para o trabalho, eu já estava mais sossegado. Cheguei à conclusão que havia uma enorme possibilidade daquilo tudo ser um baita mal entendido, que aquela mulher sequer era ela. E que eu provavelmente jamais a encontraria na minha vida. E me preocupar com algo tão inatingível era sem propósito algum. O fato de eu ter tentado encontrá-la no Facebook por horas sem sucesso só reforçava isso.
Eu conhecia apenas um dos seus sobrenomes, mas ela não aparecia de forma alguma. Tentei com sobrenome aleatórios algumas boas 20 vezes, devo ter aberto mais de 200 perfis. Nada. Nem sinal.
Mas eu queria falar com alguém sobre aquela história, então decidi me abrir com um amigo do trabalho que é bem gente fina e em quem confio. Passei o almoço contando a história e depois ficamos uns 40 minutos discutindo o assunto. A conclusão dele foi a mesma da galera daqui: "Caralho, como você não falou com ela? Dava um oi, chamava pra conversar".
Falei para ele também que estava começando a duvidar de mim mesmo. Ela estava com uma aparência tão mais velha e nós temos a mesma idade, eu dizia. "Cara, classe média baixa, dois filhos com 20 e poucos anos, voce nem sabe se ela é casada ainda ou não. Às vezes virou mãe solteira e está numa luta fodida".
Quando voltamos para o trabalho, fiz mais uma rodada de pesquisa no Facebook. Talvez fosse uma memória embasada do passado, talvez fosse só uma coincidência, mas eu cismei com o sobrenome Ferreira. Não era o sobrenome que eu sabia com certeza, só um chute que ficava martelando a minha cabeça. Parte de mim dizia que era confusão. Eu tinha uma amiga com o mesmo nome dela é Ferreira no sobrenome, provavelmente estava só confundido as coisas.
Nesse processo, aprendi que o Facebook te dá resultado diferentes para a mesma pesquisa quando você a faz de tempos em tempos. E logo depois desse desabafo, como se falar em voz alta fizesse ela se materializar, ela apareceu. O mesmo rosto de 12 anos atrás, o mesmo sorriso, os mesmos olhos. Minha mão tremeu no computador, levantei para pegar um café é uma água. Respirei fundo, e voltei para ver o resultado.
No começo, senti um misto de alívio e decepção. Ela parecia exatamente como 12 anos atrás, então não era possível que aquela mulher que encontrei na semana passada fosse ela. Abri o perfil e comecei a ver as fotos, os filhos, a pouca vida dela que aquela janela mostrava. Quando abri uma foto mais recente da linha do tempo, a verdade voltou com um soco no estômago: eu realmente a encontrara. A foto de perfil era antiga, mas as mais recentes não deixavam espaço para dúvidas. Eu tinha esbarrado com ela.
Chamei meu colega de trabalho para tomar um café e mostrei as fotos no celular. "Se você não me dissesse que ela tem a mesma idade que a gente, eu nunca ia acreditar em você. Ela parece uns dez anos mais velha, mas era a menina bonita antigamente". E fez a pergunta que eu já estava fazendo mentalmente. "Porra, uma porrada de foto com a família e os filhos, mas e o pai?".
A resposta eu encontrei na lista de amigos dela. Percebi que tinha amigos em comum com outra pessoa da família que tinha o mesmo sobrenome, um amigo farmacêutico que começara a trabalhar em uma farmácia perto do ligar onde trabalho. Era perfeito. Liguei para ele dizendo que queria trocar uma ideia, mas ele tinha acabado de ser transferido para outra unidade da rede para cobrir uma unidade. Com um fogo no cu absurdo, larguei o foda-se no trabalho, peguei um Uber e fui para lá.
No caminho, eu já não sabia bem o que estava fazendo. Eu ficava vendo e revendo aquelas fotos no celular no caminho, lembrando mais e mais dela. É engraçado lembrar de uma pessoa com quem você teve um relacionamento tão profundo e tão curto há tanto tempo. Às vezes eu não sabia bem se eu estava lembrando de alguma coisa ou se eu estava fantasiando, se estava extrapolando algumas memórias.
Fuçando o Facebook dela - curtidas, comentários, gostos, fotos - eu via que ela era exatamente o que eu imaginava. Uma pessoa extremamente simples, de família de classe média baixa, com um estilo de vida simples, bem família e discreta. Os filhos pareciam ser o primeiro lugar em tudo.
Encontrei meu amigo por volta das 16h e subi para a sobreloja da farmácia. Ele vivia falando que o trabalho dele era um marasmo absurdo e tudo que ele fazia quase o dia inteiro era ficar no segundo andar jogando 3DS e como ele estava prestes a comprar um Switch só por conta disso. "Queria ter esses problemas no meu trabalho", brinquei.
Esse meu amigo não é super próximo, mas nos conhecemos há uns 15 anos e crescemos na mesma vizinhança. Apesar de não ser o tipo de pessoa para quem eu desabafo, é alguém em quem eu confio demais. Contei para ele a história toda. "Porra, mas achei que você e XXXX fossem felizes. Vocês têm uma vida tão tranquila". A gente é, eu expliquei. Na verdade eu sou feliz para caralho com a minha vida conjugal, "mas essa ogiva nuclear me fodeu completamente. Pelo menos nesse fim de semana".
É aqui que a história dá uma guinada um pouco para pior. Meu amigo farmacêutico é o tipo de cara que está a cada semana com uma mulher diferente. Os namoros nunca duravam muito. Ele é pintoso e gente fina, então é o tipo de cara para quem chove mulher. E uma dessas mulheres era prima dela, uma mulher com quem ele saiu até por bastante tempo (quase seis meses) dentro dos parâmetros dele.
Ele não lembrava os detalhes, mas ela ficou "falada" na família por conta da crise no casamento. Casou nova, passou para um concurso público que pagava bem mal, mas pelo menos era um emprego garantido, e teve um filho logo no primeiro ano do casamento. No começo, parecia conto de fadas: os dois colegas de escola casam, passam em concursos públicos diferentes (naquele boom de concursos que rolou entre 2005~2010) e têm dois filhos bem rápido. Aos 22 anos, eles já tinham a vida "feita" para alguns padrões.
Mas isso não durou muito. Meu amigo farmacêutico não sabia dos detalhes, obviamente, mas o cara se arrependeu de ter casado tão cedo. Ela largou a faculdade para se dedicar aos filhos. Ainda assim, faltava tempo para cuidar dos dois. Ela largou o emprego público também para se dedicar às crianças e virou dona de casa em tempo integral.
"Ela passou em um concurso público de primeira, eles achavam que ia ser fácil entrar em órgão público mais tarde, quando as crianças estivessem maiores". Burrice do caralho, pensei. A procura por concurso público cresceu vertiginosamente e as vagas minguaram. Agora até os concursos mais bundas tinham altíssima concorrência.
Aparentemente, boa parte da família foi contra. A gente está falando de uma família de classe média baixa de um subúrbio bem quebrado. Para eles, aquela vaga no emprego público era a garantia de que ela teria estabilidade para a vida toda. Ela insistia que o marido tinha um emprego melhor e que eles economizariam tendo ela como dona de casa.
Passaram algum tempo juntos dessa forma, mas o cara ficou de saco cheio. Meu amigo não sabe se chegou a acontecer traição ou não, mas ele enjoou daquela vida. Achava que tinha casado muito cedo, que não tinha aproveitado a vida. Que os dois se precipitaram, que ele não tinha vivido. Que ele não queria ficar preso naquela vida desde tão cedo.
E meteu o pé.
Na família, segundo meu amigo, rolava um misto de pena e revolta com a menina pelas decisões dela. No final das contas, ela voltou para a casa dos pais, entrou em depressão e passou a viver em função dos filhos. Ela não conseguiu terminar a faculdade e jamais a reatou por causa deles também.
Caralho.
No caminho para casa, eu fiquei pensando o quanto aquilo era triste e curioso. Triste por razões óbvias. Curioso porque ela viveu o meu sonho. Sei que pode parecer besteira, mas meu sonho sempre foi casar e ter filhos cedo. Eu nunca fui um cara muito da pegação - até porque, como já disse aí, sempre tive a auto-estima muito baixa - e sempre quis ter uma família, meu sonho sempre foi ter filhos. E eu queria curtir os meus filhos o máximo que pudesse. Imagina você com 32 e um filho de 10 anos? Quanta coisa gostosa você não ia poder compartilhar, viver junto? Acho que o passar do tempo torna o abismo entre as gerações cada vez maior, o que dificulta essa aproximação entre pais e filhos. Em tempo, é só uma opinião pessoal. Não tenho filho, então não tenho muita voz nisso e posso estar redondamente enganado.
Ela viveu o meu sonho, mas tudo deu radicalmente errado. Hoje eu entendo como deve ser problemático casar cedo. Eu casei com 26, o que muita gente já chamaria de cedo hoje em dia. Mas caralho, casar aos 20? Eu precisaria ter certeza absoluta de que estava com uma ótima pessoa ao meu lado, mas é difícil a gente chegar a essa conclusão tão cedo. A maioria das garotas com quem saí entre meus 18~22 anos jamais estariam na minha lista de possíveis esposas hoje em dia. Algumas são minhas amigas até hoje, mas a grande maioria ganhou pensamentos e posições que vão contra quase tudo que eu acredito.
Tentei imaginar a vida dela agora. 32 anos, dois filhos, divorciada, sem faculdade e depois de largar um emprego público, morando na casa dos pais. Os posts e fotos dela no Facebook tem um quê de agridoce. Parece haver um amor incondicional pelos filhos e pelo desenvolvimento deles. Mas ao mesmo tempo parece haver uma triste por não ter aproveitado a vida. Encontrei até um post antigo em que ela nunca tinha andado de avião e sonhava em conhecer a Europa, postava fotos dos lugares que gostaria de viajar, lia livros sobre eles.
Eu sei que isso pode soar paternalista, mas tudo isso me pesava muito o coração. Me dava vontade de ir lá, de mudar a vida dela, de levá-la para Paris, Roma, Praga, Porto, as poucas cidades que visitei nas vezes em que fui para lá. Me dá vontade de correr para encontrá-la, abraçar, ficar com ela, conversar, qualquer merda.
Mas aí eu caio na realidade. Cá estou eu, casado, relativamente estabelecido, vivendo super de boa até sexta-feira. E se eu puxar uma conversa no Facebook para encontrá-la, chamar para um café pelos velhos tempos e falar que fiquei sem jeito de puxar papo com ela quando a vi na praça sexta-feira? O que eu vou dizer?
Depois de explicar porque saí do curso daquele jeito, 12 anos atrás, vou falar que era completamente apaixonado por era e que estava me sentindo feito um adolescente agora? Será que não vou adicionar mais um arrependimento para a lista dela, partindo do princípio que ela talvez também sentisse algo por mim à época? E se não sentia, de que isso serviria?
E não sei as consequências que vê-la pessoalmente podem ter. Sim, ela parece bem mais velha e o tempo não foi bom com ela. Mas eu ainda a acho linda e sinto um aperto no coração idiota toda vez que olho para as fotos dela no Facebook. Eu tenho medo de aparecer, me mostrar como algum exemplo da felicidade e bom senso (sim, já escutei de amigos meus que tenho a vida "perfeita demais" por conta do meu bom senso em geral, apesar de eu achar que tenho uma vida ok, só pautada pelo "pensar antes de fazer") que apenas acentue as más escolhas dela. Eu tenho medo de não aguentar e fazer merda, de estragar um casamento que vai bem para caralho.
Ela está aqui, a um clique de distância, e não sei o que fazer. Nem se devo fazer alguma coisa.
TL/DR: achei a menina no Facebook depois de chutar dezenas de sobrenomes diferentes. Ela está divorciada, largou um emprego público e parece estar numa fossa fodida. Eu não sei se devo fazer alguma coisa ou deixar esse feeling morrer e continuar vivendo deixando esse fuck up de ter sumido da vida da menina para trás.
submitted by tombombadil_uk to brasil [link] [comments]


FOMOS NO LAVA JATO COM OS VIDROS ABERTOS! ( destruímos o ... BossACTV - YouTube Pra Você Guardei O Amor (Nando Reis e Ana Cañas) - YouTube Junior Angelim - Até Ficar Velhinho - DVD Esquecer Que ... Pra você guardei o amor - Nando Reis e Ana Canãs - YouTube FLORA SILVA - 'Janelas do rés-do-chão' Eu TENTEI ser HÉTERO *consegui? - YouTube Bruno & Marrone - Beijo De Varanda - YouTube Manhoso - A Fuxiqueira da Favela

FastMeet: Bate-papo, Namoro, Love For PC (janelas 7, 8, 10 ...

  1. FOMOS NO LAVA JATO COM OS VIDROS ABERTOS! ( destruímos o ...
  2. BossACTV - YouTube
  3. Pra Você Guardei O Amor (Nando Reis e Ana Cañas) - YouTube
  4. Junior Angelim - Até Ficar Velhinho - DVD Esquecer Que ...
  5. Pra você guardei o amor - Nando Reis e Ana Canãs - YouTube
  6. FLORA SILVA - 'Janelas do rés-do-chão'
  7. Eu TENTEI ser HÉTERO *consegui? - YouTube
  8. Bruno & Marrone - Beijo De Varanda - YouTube
  9. Manhoso - A Fuxiqueira da Favela
  10. Janelas à Saudade- Meu amor marinheiro

Clique e ouça o EP completo: https://umusicbrazil.lnk.to/BMEnsaio2YD SIGA BRUNO E MARRONE http://www.brunomarrone.com.br https://www.facebook.com/brunoemar... INSCREVA-SE NO MEU CANAL. https://goo.gl/aIHNDs Contatos para shows: (62) 3996-2333 E-mail: [email protected] Junior Angelim - Até Ficar Velhinho ... Curtiu o vídeo? Se INSCREVA no canal e dê seu LIKE! Aproveite para me seguir nas outras redes sociais: Fanpage: https://www.facebook.com/ojeanluca/ Twitt... Não há no mundo, talvez / Mais alegre comunhão / Que o namoro português/ Nascido no rés-do-chão ... As janelas são vitrais / Cortinas, rendas de espuma, /As vidraças são cristais / As ... Sucesso do cantor Manhoso Batam portas e janelas, garotada lá vem ela Precisamos evitar a fuxiqueira da favela. Skip navigation ... Namoro por Correspondência - Duration: 2:48. Manhoso - Topic ... Hoje decidimos fazer algo muito outro nível e nunca visto antes aqui no YouTube! Fomos em um lava-jato com os vidros do carro aberto!! 💥 Garanta seus produ... Pra Você Guardei o Amor Nando Reis Part. Ana Cañas Foto: Paula Monte Faixa do CD 'Drês' - Nando Reis 2009 Warner Music AC O Mandachuva http://www.facebook.com/bossacoficial Meu amor marinheiro interpretado por Mayte Salgueiro- Voz Ian Scionti. guitarra portuguesa Sergi Gómez- guitarra. Enjoy the videos and music you love, upload original content, and share it all with friends, family, and the world on YouTube.